Supremo Tribunal da Costa Rica declara proibição de casamento gay inconstitucional e discriminatória

quarta-feira, 15 de agosto de 2018 0 comentários


Costa Rica. Supremo Tribunal declara proibição de casamento gay inconstitucional e discriminatória

O Presidente Carlos Alvarado saudou a decisão, dizendo que pretende garantir “a não discriminação de qualquer pessoa pela sua orientação sexual ou identidade de gênero”. A Assembleia Legislativa tem agora 18 meses para mudar a lei atual. No entanto, 14 dos 57 deputados são evangélicos que se opõem fortemente ao casamento gay

O Supremo Tribunal da Costa Rica deliberou esta quinta-feira que a proibição do casamento entre pessoas do mesmo sexo é inconstitucional e discriminatória. A decisão do tribunal dá aos deputados um prazo de um ano e meio para mudar a lei atual.

O Presidente Carlos Alvarado saudou a decisão, dizendo que pretende garantir “a não discriminação de qualquer pessoa pela sua orientação sexual ou identidade de género”. Numa mensagem publicada no Twitter, escreveu que “o compromisso [da sua presidência] com a igualdade plena de direitos se mantém intacto”.

Ver imagem no Twitter


Carlos Alvarado é um antigo cantor de rock e romancista, que venceu a segunda volta das eleições presidenciais em abril, na sequência de uma campanha em que os direitos LGBT se tornaram uma questão fundamental.

O seu opositor era o pastor evangélico Fabricio Alvarado, que prometia desafiar as decisões do Tribunal dos Direitos Humanos sobre os direitos das pessoas do mesmo sexo.

A Assembleia Legislativa da Costa Rica tem 57 assentos, 14 dos quais são ocupados por evangélicos que se opõem fortemente ao casamento gay.

Fonte: Expresso PT, 10/08/2018

180 candidaturas LGBT já foram anunciadas para as eleições de outubro

terça-feira, 14 de agosto de 2018 0 comentários

Dificuldades eleitorais foram avaliadas no evento "LGBT e Democracia: quais são
 os principais desafios dessa população nas eleições de 2018" (Foto: Sérgio Ripardo)

Candidaturas LGBT crescem 386,4%
Já foram anunciados cerca de 180 candidatos do tipo em todo o País, contra 37 registrados há quatro anos


O Brasil deve manter, nas eleições de outubro, a tendência de crescimento do número de candidaturas identificadas com a agenda LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais ou Transgêneros).

Segundo Paulo Mariante, da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABGLT), já foram anunciadas cerca de 180 candidaturas do tipo em todo o País. O número é quase cinco vezes maior (386,4%) que o registrado em 2014, quando haviam 37 candidaturas identificadas com essa causa. No Ceará, o candidato a governador Ailton Lopes, do PSOL é declaradamente homossexual e defende a bandeira.

A tendência de crescimento, mas também as dificuldades dessas candidaturas foram avaliadas, na sexta-feira (10), por ativistas e pesquisadores, durante o workshop "LGBT e Democracia: quais são os principais desafios dessa população nas eleições de 2018", realizado em São Paulo pela ANDI - Comunicação e Direitos, juntamente com a Ben & Jerry's, marca de sorvete do grupo Unilever.

Para facilitar a identificação de candidaturas LGBT no País e conhecer as propostas dos postulantes, o eleitorado interessado nessa agenda pode consultar o site merepresenta.Org.Br.
O #MeRepresenta quer fazer das pautas sobre direitos um grande ativo político não só nessas eleições, mas em todo processo do ciclo da política brasileira, aproximando eleitores de possíveis aliados", afirmou Larissa Santiago, integrante do #MeRepresenta. Nesse cenário, um dos coletivos parceiros do #MeRepresenta, o #VoteLGBT - coletivo que desde 2014 busca aumentar a representatividade de travestis, transexuais, lésbicas, bissexuais e gays na política institucional - perguntou às LGBTs quais eram as pautas mais relevantes para essa comunidade nas eleições de 2018.
Com mais de 6 mil respostas - em pesquisa feita durante a Marcha de Mulheres Lésbicas e Bissexuais e a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, além de levantamento online - o coletivo chegou a duas principais pautas: criminalização da LGBTfobia e educação para a diversidade.

Evorah Cardoso, do coletivo #VoteLGBT, destacou a importância das redes sociais para a maior articulação entre os grupos defensores dos direitos humanos do público LGBT. Já André Lopes, diretor da Ben & Jerry's no Brasil, afirmou que a empresa dá apoio a iniciativas das organizações como os coletivos LGBTs.

Empecilhos

O professor Gustavo Gomes da Costa, da Universidade Federal de Pernambuco, que pesquisou sobre as dificuldades de candidaturas LGBTs se viabilizarem e analisou pleitos entre 2002 e 2016, descobriu que só 7% dos candidatos conseguiram se eleger. Neste ano, completam-se 40 anos desde o registro do primeiro candidato assumidamente homossexual, Baiardo de Andrade Lima, a deputado federal, em Pernambuco, recordou.

O professor da faculdade Centro Universitário Una, em Minas Gerais, Roberto Reis, também falou sobre os desafios de se abordar as questões LGBTs na imprensa, defendendo o maior aprofundamento sobre os direitos humanos.

*O jornalista viajou a São Paulo a convite da ANDI

Fonte: Com informações de Diário do Nordeste, por Sérgio Ripardo,11.08.2018

Ruby Rose será Batwoman lésbica em série de TV

segunda-feira, 13 de agosto de 2018 0 comentários

Ruby Rose fará 'Batwoman', primeira heroína gay da DC
Personagem ganhará série de TV produzida pelo canal CW

A Batwoman será a primeira heroína homossexual a estrelar uma série de televisão. Mais um personagem da DC Comics sai dos quadrinhos para as telinhas e será interpretado pela atriz Ruby Rose, reconhecida pelo seu papel na terceira temporada da produção da Netflix Orange is the New Black. A série será produzida pelo canal norte-americano CW, que ainda não anunciou data de lançamento para o show. Mas já foi confirmado pela emissora que a Batwoman será apresentada pela primeira vez em dezembro deste ano, em episódio especial cruzado com outras séries da DC, com a participação de Arrow, The Flash, Supergirl e Legends of Tomorrow.

Ruby Rose é uma das intérpretes LGBT mais famosas dos Estados Unidos e se identifica como gênero fluído. A também modelo anunciou no Instagram que está honrada e emocionada com o convite para estrelar a série.
Isso é algo que eu teria morrido para ver na TV quando era uma jovem membro da comunidade LGBT que nunca se sentia representada na televisão, que se sentia sozinha e diferente", escreveu.
Batwoman
Assim como Batman tem Bruce Wayne, a Batwoman é o alter ego de Kate Kane, uma mulher lésbica e lutadora. Quando apareceu nos quadrinhos pela primeira vez, em 1956, não era homossexual.

Inicialmente, foi criada para ser par romântico do Batman e diminuir as especulações sobre o relacionamento amoroso entre Batman e Robin, o qual os pais das crianças leitoras cirticavam e alegavam servir de má influência.

Então, depois de um tempo fora das histórias em quadrinhos, a Batwoman retorna em 2006, lésbica e de ascendência judia.
Fonte: ESP, 09/08/2018, via ANSA

Juliane dos Santos Duarte, negra, lésbica e periférica, foi morta por ser policial

quarta-feira, 8 de agosto de 2018 0 comentários

A policial militar Juliane dos Santos Duarte, 27, teve o corpo localizado na segunda (6)

Negra, lésbica e periférica, Juliane "morreu por ser policial", dizem ativistas de direitos humanos

Entidades de defesa dos direitos LGBT e dos direitos humanos lamentaram nesta terça-feira (7) o assassinato da policial militar Juliane dos Santos Duarte, 27. A soldado, que havia sido raptada por criminosos na comunidade de Paraisópolis (zona sul de São Paulo) na semana passada, ficou cinco dias desaparecida até ter o corpo localizado na noite da segunda (6), em Jurubatuba, também na zona sul, a pouco mais de 8 km de onde havia sido levada. 

Jovem, negra, lésbica e moradora da periferia (no caso, de São Bernardo do Campo, Grande São Paulo), Juliane teve o caso comparado à da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL) por uma rede de trabalhadores de segurança --entre os quais, policiais militares, civis, federais e guardas civis-- que atua na defesa dos direitos dos trabalhadores LGBT. Apesar das comparações, as entidades ouvidas pela reportagem, dizem que morreu por ser policial. 

Entidade que reúne cerca de 60 mil associados em todo o país, a Renosp (Rede Nacional de Operadores de Segurança Pública LGBTI) acionou o Condepe (Conselho Estadual de Direitos da Pessoa Humana) para que o caso possa ser acompanhado de perto perante a Secretaria de Segurança Pública do Estado –que chegara a oferecer, ontem, recompensa de R$ 50 mil por informações que levassem ao paradeiro da policial. O corpo dela foi localizado em um carro abandonado. 
Desejamos aos amigos e familiares um alento no coração e muita força para seguir adiante além de nos colocarmos à disposição para ajudar no que for preciso, bem como para garantir que este crime seja devidamente investigado", assinou nota da entidade. 
Para o coordenador regional da Renosp, o soldado paulista Leandro Prior, há "convicção de que a motivação para a morte de Juliane foi o ódio por ela ser PM". 
Acionamos o Condepe e também a Comissão Estadual de Diversidade Sexual para que eles acompanhem as investigações desse caso e pressionem as autoridades. Não queremos que este seja mais um caso Marielle", afirmou o policial. 
Marielle foi morta com quatro tiros na cabeça, em março deste ano, junto com o motorista Anderson Gomes. Então com 38 anos e vereadora em primeiro mandato, era negra, lésbica e criada no Conjunto da Maré, zona norte do Rio. Após 146 dias, o caso ainda não foi elucidado

Prior se disse incomodado com uma série de relatos oriundos de outros militares e também de civis, nos últimos dias, sobre uma suposta imobilidade de grupos de defesa dos direitos humanos em relação à policial. Vários desses relatos, questionando a parcialidade dos grupos, têm sido feita nas redes sociais por civis, policiais e candidatos nas eleições de outubro. 
Existe uma cobrança muito grande em relação aos defensores de direitos humanos sobre o amparo deles aos policiais, mas, se a gente não se movimenta e coloca em prática essa insatisfação, de que adianta reclamar?", questionou Prior. "Os direitos humanos servem a qualquer um. E eu, mesmo, como policial, tive apoio no momento em que mais precisei deles", defendeu. 
O soldado se referiu ao episódio recente em que ele, gay assumido, passou a receber ameaças de morte e pressões para que deixasse a corporação depois de ter sido filmado, de farda e sem seu conhecimento, dando um selinho de despedida em outro homem em um vagão no metrô em São Paulo. Prior buscou ajuda no Condepe, que, junto com a Ouvidoria da PM, levou o caso à Corregedoria da PM, onde as ameaças são investigadas. "Acredito que há muita desinformação. Os direitos humanos acolhem a todos, desde que a vítima seja um ser humano. Mas precisam ser acionados", finalizou. 

Morte de PM é "ataque a todos que defendem os direitos humanos", diz conselho 

Em nota, o Condepe destacou que o caso de Juliane "faz parte de um contexto de crescente violência urbana e insegurança pública" e lamentou a situação. 
O ataque contra uma jovem servidora da segurança pública é um ataque contra o Estado de Direito e contra todos que defendem a legalidade, a Justiça e os Direitos Humanos", afirmou, no texto, o advogado Ariel de Castro Alves, integrante do Condepe. "Os policiais que atuam corretamente no exercício de suas funções são fundamentais defensores de direitos humanos", observou Alves, que ainda colocou a entidade à disposição da família da policial e de amigos dela "visando cobrar e acompanhar uma rápida elucidação do crime." 
O advogado ponderou ainda a importância de as forças policiais atuarem "com respeito e regularidade" durante as investigações em Paraisópolis como forma de "a polícia poder contar com a confiança e o apoio dos moradores da região" a fim de esclarecer o crime. "Como defensores de direitos humanos, defendemos principalmente o direito à vida e lutamos contra qualquer forma de violência, injustiça e discriminação", finalizou a nota. 

Sou da Paz vê "perversidade com o policial" 

Entidade com foco em segurança pública e direitos humanos, o Instituto Sou da Paz também lamentou a morte de Juliane e a contextualizou em um cenário em que o PM é treinado para agir como se estivesse "na trincheira de uma guerra". 
O país teve mais de 62 mil mortes violentas registradas em 2016 [último levantamento da entidade], e nenhuma vida vale mais que outra", avaliou o diretor-executivo do Sou da Paz, Ivan Marques. "O assassinato de Juliane é mais um caso brutal que a gente lamenta, sobretudo por ela ter sido morta por sua condição de policial", destacou. 
Para Marques, policiais militares, sobretudo praças, "sofrem de uma visão da sociedade e deles próprios" de que o PM é "a ponta de lança na defesa contra a criminalidade". "É uma visão que coloca o PM submetido ao risco de morte e absolutamente cruel com o servidor público, porque ninguém pode estar mais disposto a morrer que outro e em uma situação de 'trincheira na guerra contra a criminalidade'; de 'nós contra eles'. Isso é uma perversidade para o policial e só reforça um ciclo de violência", definiu. 

"Ela morreu por ser policial", analisa Fórum de Segurança 

Com atividade semelhante à do Sou da Paz, o Fórum Brasileiro de Segurança Pública também lamentou o assassinato da jovem policial e ponderou que, diferentemente de Marielle, em que policiais são investigados, no caso de Juliane, ela "morreu por ser policial". 
Ambos os casos são trágicos. No caso de Marielle o caso ganhou grande repercussão porque ela era uma vereadora recém-eleita, mas não penso que seja possível valorar uma vida ou outra, uma morte ou outra. Ambos os casos são a evidência da barbárie que vivemos no Brasil e que se expressa principalmente na morte de jovens, negros e periféricos, e no caso das duas, ainda mais minorias por serem mulheres e homossexuais", analisou a diretora-executiva do Fórum, Samira Bueno. 
O caso da Juliane, no entanto, é diferente no sentido de que ela morreu por ser policial. É sabido que policiais são vítimas privilegiadas do crime organizado, e que matar um policial pode ser inclusive um mecanismo de ascender numa facção", acrescentou Samira. 
Nesse cenário em que vivemos hoje, em que a política pública e a inteligência são negligenciadas, e o Estado opera na lógica da vendeta, os policiais da ponta, especialmente praças da PM, ficam ainda mais vulneráveis", ressaltou. 
Samira lembrou que, há alguns anos, o Fórum fez uma pesquisa sobre a vitimização de policiais. 

À época, disse, "a maioria deles respondeu que não se deslocava de casa para o trabalho de farda e que evitavam usar transporte público". "No fundo o que está por trás dessas respostas é justamente o medo de ser alvo", definiu. 

Em média, 70% dos policiais assassinados no Brasil morrem fora de serviço – caso de Juliane, que estava em um bar, com amigos, em sua primeira noite de férias da PM. 
Falamos de um caso de extrema gravidade, mas que não pode e não deve ser discutido na lógica direita versus esquerda, movimentos de direitos humanos versus o resto. Estamos falando da urgência de se pensarem políticas de enfrentamento à criminalidade e de desestruturação do crime organizado que priorizem a investigação e que valorizem o policial --não dá para continuar fazendo mais do mesmo e querer se promover com a tragédia alheia", pediu a especialista.
Fonte: UOL Notícias, Cotidiano, por Janaína Garcia, 07/08/2018

Atriz de Mulheres Apaixonadas não quis repetir papel de lésbica em novela da Globo

terça-feira, 7 de agosto de 2018 0 comentários

Clara e Rafaela em Mulheres Apaixonadas

Atriz revela que rompeu com a Globo após 2º convite para interpretar lésbica

Paula Picarelli tinha 25 anos quando estourou em Mulheres Apaixonadas (2003), na Globo, interpretando a estudante Rafaela Machado, namorada de Clara Resende (Alinne Moraes). Era a sua segunda novela, e ela foi tão bem avaliada que logo recebeu convite para uma nova trama. No entanto, a atriz optou por romper com a emissora. O motivo? O novo papel era o de uma menina masculina e ela não se sentiu confortável. 
Eu lembro que na época tinha surgido a possibilidade de eu fazer uma personagem numa novela das 19h, que era uma menina meio masculina. Daí eu falei: 'Talvez eu já esteja dentro de alguma caixinha na emissora e não me interessa seguir por esse caminho'. Então, eu também procurei outras coisas", diz ao Notícias da TV. 
Atuar em novelas deixou de ser uma prioridade, tanto que a trama de Manoel Carlos foi sua última. Hoje, aos 40 anos, ela ela se dedica a trabalhos com os quais se identifica, como a série Psi, da HBO, na qual interpreta a promotora Taís desde 2014. Ela iniciou as gravações da quarta temporada na semana passada. 

Embora a repercussão de seu trabalho em Mulheres Apaixonadas tenha sido positiva, Paula precisou lidar com o assédio e a curiosidade em torno de sua vida pessoal. Afinal, interpretou uma lésbica no horário nobre da Globo e ainda protagonizou um beijo um beijo discreto com Alinne Moraes no último capítulo da novela. 
A experiência na novela foi muito difícil para mim, eu fui muito exposta e eu não tinha certeza do que [eu queria]. Não sabia o que ia acontecer, como eu seria exposta, como a minha vida iria mudar, como eu deveria reagir diante dessa nova realidade. Eu não tinha instrumentos para lidar com o que estava acontecendo comigo naquele momento. Depois da novela, preferi voltar para um projeto meu de teatro, até para entender toda a experiência que eu tinha vivido, e como seriam os meus passos como artista a partir de então." 
Teatro, literatura, espiritualidade e autoanálise fizeram Paula encontrar as respostas de seus dilemas. Ela escreveu e atuou em peças em que expôs seus anseios pessoa , escreveu um livro sobre sua vivência religiosa em uma seita, e olhou para si mesma para descobrir se "estar na Globo" era um sonho pessoal ou uma tentativa de satisfazer os desejos de seus parentes. 
Uma coisa muito boa que acontece com essa idade [40 anos] é que eu lido diferente com as expectativas. Quanto menos expectativas eu criar, mais tranquila é a minha vida. Esse lance de você projetar sonhos distantes, ou muito difíceis de serem alcançados, por um lado pode te impulsionar a agir, mas por outro as coisas nunca acontecem como a gente imagina e a gente só se frustra", reflete. 
Mesmo depois de 15 anos sem fazer novelas, Paula não descarta a possibilidade de voltar a trabalhar em uma longa produção na TV no futuro. Mas, no momento, ela diz que esse não é o tipo de trabalho que está procurando. 
A curto prazo, seria impossível encaixar as agendas, porque estou gravando Psi e vou estrear um projeto no teatro. Não sou contra fazer novela, não me recusaria a fazer. Não sei como me comportaria diante de um convite, porque quando a realidade acontece é bem diferente de como a gente imagina, mas neste momento não está nos meus planos e nem estou indo atrás disso", afirma. Além de se dedicar à gravação da nova temporada de Psi, indicada ao Emmy Internacional de melhor série dramática em 2015, Paula tem dividido seu tempo com o espetáculo Odisseia, em cartaz no teatro do Sesc da avenida Paulista.  
Eu atuo e também escrevi os textos junto com o Leonardo Moreira, que é o diretor de dramaturgia. As coisas que a gente cria dizem muito sobre o que a gente pensa e quer falar nesse momento. A gente se apropria muito mais do trabalho. Estou tocando meus projetos pessoais, por que eles estão me mostrando que são diferentes do que eu pensava e mais legais do que eu imaginava", diz.
Fonte: Notícias da TV, por Gabriel Perline, 20/06/2018

Horóscopo de agosto (2018)

quarta-feira, 1 de agosto de 2018 0 comentários

PREVISÃO MENSAL


ÁRIES
21/03 a 20/04 

Este é um mês extremamente positivo. Você se sentirá emocionalmente segura e em contato com seus sentimentos, que poderá expressar com clareza e honestidade para os outros e para si mesma. Ao mesmo tempo, sentirá uma enorme generosidade, a qual lhe permitirá dar de si mais livremente e sem se sentir diminuída. 

Essa combinação de influências está associada a sua função afetiva, ao desejo de proteger e cuidar bem como ao de ser protegida. Você terá condições não apenas de cuidar de outra pessoa como de obter apoio, se vier a precisar. 

Seu lar e sua vida pessoal serão muito importantes ao longo deste período. Você se empenhará em tornar essa área tão positiva quanto possível, podendo simplesmente arrumar sua casa de forma mais elegante e acolhedora ou, num plano mais psicológico, convidar amigos e vizinhos para visitá-la, procurando com isso dar prazer a eles e a você mesma. 

Agora você conseguirá perceber como seu passado contribui positivamente para sua atual situação e terá vontade de cercar-se das coisas que a lembrem dele. Este é um bom momento para voltar à casa dos pais e rever os familiares, velhos amigos e pessoas queridas. 

TOURO
21/04 a 20/5 

Durante este mês você descobrirá que sua visão externa possui diversas falhas. Isso poderá ocorrer através de uma série de evidentes desapontamentos ou mais sutilmente, através de uma crescente sensação de ansiedade sem causa aparente. 

O medo e a perda da autoconfiança constituem dois dos mais difíceis efeitos deste período. Você poderá de repente demonstrar medo sem a mínima razão para isso ou talvez sinta medo de coisas que para os outros não têm o menor problema. Será como se estivesse subitamente desorientada. 

É isso que constitui a "escura noite da alma", um período de confusão que, segundo os místicos, precede a compreensão de que se pode conviver com uma realidade diversa da imaginada. Num plano mais elevado, este trânsito pode representar um prelúdio à iluminação, à percepção da verdadeira natureza da "ilusão" que denominamos realidade. 

Contudo, na maioria das vezes este período apenas significa uma mudança no conceito de realidade que começa com a dissolução dos antigos conceitos e uma temporária desorientação. A melhor forma de lidar com este trânsito é instalar-se num ambiente confortável e reduzir ao mínimo o nível de estresse. 

Procure evitar tomar decisões, pois sua disposição de ânimo não lhe permitirá ver as coisas com muita clareza. Você precisará de tranquilidade para poder apreender as novas verdades que surgirão quando a confusão e a poeira assentarem. Dê uma folga ao seu coração. 

GÊMEOS
21/05 a 20/06 

Durante este período, será imprescindível manter todos os seus assuntos sob controle. Há uma forte tendência a excessos, que talvez a impeça de levar em frente as coisas em que está envolvida. O fato é que ele lhe dará a sensação de que as coisas simplesmente estão além de sua capacidade. Tome especial cuidado com as questões financeiras, pois você provavelmente gastará sem pensar, certa de haver abundância de dinheiro e de todos os recursos de que precisar. 

Porém o dinheiro não será a única preocupação. Você talvez se tenha empenhado em projetos que lhe exigem mais tempo do que realmente dispõe. Portanto, procure estar certa de ter o tempo e os recursos necessários pra qualquer coisa que queira fazer. Não superestime os recursos disponíveis. 

Se conseguir evitar essa armadilha, este pode ser um mês proveitoso, pois lhe dará mais confiança e otimismo, permitindo-lhe levar adiante projetos que normalmente relutaria em assumir. Além disso, sua atitude essencialmente positiva contribuirá para desfechos favoráveis em suas iniciativas. 

CÂNCER
21/06 a 22/07 

É possível que durante deste mês você tenha menor liberdade de movimentos que de hábito, devido à pressão das circunstâncias e à necessidade de finalizar as coisas. Velhas pendências encontrarão solução agora. 

Talvez o trabalho lhe exija mais esforço do que habitualmente, pois seus chefes podem atribuir-lhe mais responsabilidades do que você desejaria. Embora não seja exatamente leve e descontraído, o período deve ser bem produtivo. Termine o que começou e simplifique sua vida. 

Os relacionamentos válidos não sofrerão grandes abalos, mas os que não o forem se romperão completamente agora. Você estará tentando livrar-se de tudo que não for necessário ou benéfico a seu desenvolvimento no futuro. Os relacionamentos difíceis e complicados serão provavelmente descartados da sua vida, e você passará a se dedicar mais à pessoa amada que se mostre verdadeiramente companheira. 

Procure não construir uma barreira entre você e os outros, pois há um grande risco de isso acontecer agora. Os deveres, obrigações e responsabilidades não excluem os relacionamentos satisfatórios, embora você possa pensar o contrário. 

LEÃO
23/07 a 22/08 

Embora você possa estar cheia de planos e ideias, há uma tendência a negligenciar os detalhes. Talvez não se disponha a aceitar críticas, mas se ouvir e aproveitar o que lhe for dito, este pode ser um excelente momento para tomar decisões, fazer planos e negociações e finalizar contratos e acordos. Entretanto, isso apenas acontecerá se você se dispuser a ouvir a opinião dos outros. 

Este período geralmente é de otimismo e sentimentos positivos. Você terá confiança em suas ideias e capacidade de transmiti-las. Todas as formas de comunicação terão importância para você, a ponto de levá-la até a escrever, por exemplo. 

Contudo procure não se extenuar fazendo coisas demais. Procure ter certeza de não estar fazendo planos que estejam acima de sua capacidade. O ritmo deste mês pode se tornar verdadeiramente frenético, trazendo diferentes questões para se tratar ao mesmo tempo. E é justamente aí que aumenta o risco de deslizes como a precipitação. 

Poderá enfrentar conflitos com a pessoa amada, procure ser mais flexível. 

VIRGEM
23/08 a 22/09 

Este mês representará um novo despertar para uma conscientização acerca do que a sua vida significa. 

Sentirá um grande progresso na vida profissional e pessoal, tendo um bom retorno na parte financeira também. Procure fazer tudo o que for necessário a fim de poder viver de acordo com essa nova compreensão. 

Embora não desperte especificamente seu idealismo, este período lhe permitirá ver que este mundo é um lugar bem grande e que sua participação nele é bem maior do que havia pensado. 

Você talvez se sinta atraída por ideias bastante místicas, embora elas só ganhem sentido na medida em que afetarem seu dia-a-dia. Neste momento, tudo que você precisa é mudar sua vida de forma mais decisiva e não de ver-se às voltas com mais abstrações. E você vai mudá-la! 

Durante este mês você abandonará definitivamente o passado, reorientando sua vida de acordo com a visão mais ampla que agora possui. 

As diversas mudanças que estarão ocorrendo serão para melhor. Você encontrará nova liberdade numa nova consciência no modo de se relacionar afetivamente. 

LIBRA
23/09 a 22/10 

Este é um mês extremamente intenso, pois ele representa um embate entre poderosas forças íntimas de mudança e grandes resistências do mundo exterior. Você tentará fugir da rotina e de todos os aspectos banais e monótonos presentes em seu cotidiano. Buscará coisas novas que possam tornar sua vida mais estimulante e cheia de emoções. Porém cada uma dessas tentativas encontrará a resistência das circunstâncias, dos deveres e obrigações, mantendo-a numa situação opressiva. 

Por outro lado, existe a possibilidade de você conseguir um equilíbrio, podendo assim manter a tensão sob controle por longo tempo e promover diversas mudanças de forma bastante organizada. É comum as pessoas realizarem tarefas muito difíceis durante este trânsito, pois são capazes de esforços hercúleos, que dificilmente empreenderiam em outras circunstâncias. Os estudos e projetos de longo prazo que exijam grande concentração e esforço podem perfeitamente prosseguir agora. 

Apesar dessa manifestação parecer mais produtiva, tudo vai depender de sua própria situação. Muitas vezes o rompimento repentino com uma situação opressiva (seja no aspecto profissional ou afetivo), limpa a atmosfera e permite-lhe partir para um começo realmente melhor. 

ESCORPIÃO
23/10 a 21/11 

Ao longo deste mês é provável que você questione muito sua vida, suas metas e a realização de seus ideais. Dependendo do resultado dessa avaliação, você talvez queira mudar umas tantas coisas. 

O problema é que este não é um dos melhores períodos para se fazer mudanças de vida refletidas e cuidadosas. Há um grande risco de agir semiconscientemente, saindo em busca de um sonho irrealizável ou mesmo questionável. Embora seja bom para uma autoanálise, este período ainda não é a melhor hora para agir. 

Caso se precipite, apenas trará perturbações a sua vida doméstica, profissional e emocional. É provável que parta de ideias parcialmente certas sobre si mesma e suas necessidades. 

Procure se dar bastante espaço e viva as experiências que achar necessárias. Evite apenas assumir compromissos definitivos durante este mês. Não seria bom passar o resto da vida pagando pelas consequências de atos impensados, cometidos sob a influência de uma ilusão passageira. 

SAGITÁRIO
22/11 a 21/12 

Este mês representa um teste de resistência e da força com a qual definiu seu lugar no mundo. O teste pode ter diversas formas, mas, independentemente de qual seja, ele exigirá que seu senso de individualidade esteja em forma. Em outras palavras, será preciso que se conheça muito bem. 

Caso não saiba quem realmente é enquanto pessoa, é provável que esta fase se faça acompanhar de crises, dando lugar a grandes mudanças de vida. 

Este período estimulará sua ambição e seu desejo de poder de um modo muito desproporcional. Por outro lado, você pode também saber exatamente do que precisa para seu sucesso e ir em busca apenas do que lhe falta, dispondo-se a fazer concessões e a partilhar seus êxitos com os outros. Esse é o rumo indicado a tomar, mas infelizmente nem sempre a transigência é encontrada. 

Se sua disposição de espírito for mais reservada, é possível que atravesse este trânsito de modo diferente. Ao invés de viver um delírio de poder, talvez se veja às voltas com alguém que o viva. O problema nesse caso não é você ultrapassar seus limites, mas enfrentar alguém que o faça. 

CAPRICÓRNIO
22/11 a 19/01 

Neste mês você dará início a uma profunda introspecção que lhe permitirá analisar-se com autocrítica. É bem possível que se sinta só e deprimida. A forma como vai lidar com este trânsito terá importantes consequências para seu bem-estar físico e psicológico depois. 

O período é bom para se conhecer a si mesma, contanto que evite fazer julgamentos. Não importa se você é boa ou má de acordo com seus ideais. A verdadeira questão deve ser quem você é, e isso o trânsito pode ajudá-la a descobrir. Se agir conforme esse ponto de vista, o período pode ser bastante construtivo, mesmo que normalmente seja vivido como um momento difícil. 

Durante este mês você talvez evite as pessoas,passando por dificuldades de relacionamento - principalmente com as mulheres -, além de depressões e sentimentos de inferioridade em relação às exigências da vida. 

A melhor forma de vencer tudo isso é evitar levar as coisas demasiadamente a sério. Sua perspectiva será distorcida, de modo que questões insignificantes parecerão importantíssimas. Não tome decisões definitivas quanto a sua vida emocional agora. Espere até poder ver mais claramente o que aprendeu com este trânsito. 

AQUÁRIO
20/01 a 18/02 

Este é o momento para fazer grandes planos e concretizar diversas ideias que vem alimentando há tempos. Agora será possível torná-las realidade, contanto que evite certas armadilhas. Neste caso, o principal é procurar não pensar grande demais, tentando fazer coisas absurdas ou impraticáveis. 

Se conseguir verificar cada detalhe, como exige a realização de todo negócio bem-sucedido, o momento é excelente para a finalização de todo tipo de transação comercial, mas é muito importante não negligenciar nenhum detalhe que possa afetar o resultado. 

Este período permite que se vejam os padrões gerais das coisas e que se façam planos com previdência e sabedoria. Entretanto, se não tomar cuidado, pode acabar se precipitando e dando passos errados. 

O melhor será trabalhar com outra pessoa que possa checar seus planos e atuação, chamando-lhe a atenção para qualquer coisa que você possa ter passado por cima. Sua vida afetiva pede maior atenção, mude a rotina. 

PEIXES
19/02 a 20/03 

Este é um mês bastante exuberante e cheio de energia. Você se sentirá forte e fisicamente em forma, além de mais disposta a agir e correr riscos que de hábito. Uma das melhores formas de empregar essa energia é praticar exercícios físicos puxados, que fortalecerão seu corpo e lhe permitirão um grau de realização maior que o normal. 

O momento é bom para iniciar um novo projeto, contanto que não se exceda. Você terá mais iniciativa que normalmente, podendo realizar muita coisa por conta própria. Trabalhar com outras pessoas pode ser um pouco frustrante, já que talvez lhe seja difícil acomodar-se a ritmos mais lentos. 

Se por acaso tiver rompido recentemente um relacionamento, o melhor será deixar as coisas como estão. Evite fazer qualquer coisa para restabelecê-lo antes do final deste período.


Miriam Julie (Gunadhara Miten)
Terapeuta Credenciada pela Comunna Metamorfose
Whats app: 11 964 05 1934 – e.mail : gunadharametamorfose@gmail.com

Terapeuta Tântrica e Renascedora com Especialização em Disfunções Sexuais. Coordenadora de Núcleo de Desenvolvimento de Massagem Tântrica, Instrutora de Cursos Individuais e em Grupo de Massagem Tântrica, Instrutora de Delerium Privativa para casais (de todas as orientações sexuais).

Terapeuta Holística e Astróloga Humanista há 32 anos, mantém, desde 2004, as previsões astrológicas anuais e mensais, entre outras, do site da Um Outro Olhar. É também Orientadora Sexual, tendo trabalhado como voluntária em Grupos de Ajuda a mulheres que sofreram abuso sexual, utilizando o Método Deva Nishok e a terapia energética,  obtendo ótimos resultados.
Utiliza em seus atendimentos as Terapias Tântricas com o objetivo de refinar a sensibilidade, expandir e intensificar a sensação orgástica, gerando maior sustentação da bioenergia do corpo, energização dos chackras e equilíbrio da produção hormonal.

Para consultas online ou pedidos de mapa astral, combinação de mapas, previsões(sinastria), agendamento de terapia tântrica e cursos de massagem, entrar em contato por Whats app: 11 96405 1934; gunadharametamorfose@gmail.com

 
Um Outro Olhar © 2015 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum