Quando as lésbicas mudaram o movimento homossexual brasileiro para LGBT

quarta-feira, 23 de setembro de 2020 2 comentários


Há 26 anos, no dia 04 de setembro de 1993, iniciava-se o VII Encontro Brasileiro de Lésbicas e Homossexuais, dando início à alteração, para LG a princípio, do nome dos encontros nacionais e do próprio movimento pelos direitos homossexuais, genericamente chamado até então de Movimento Homossexual Brasileiro (MHB).

Embora, no exterior, já se usasse inclusive a atual sigla  LGBT à época, aqui a simples inserção da palavra lésbica se deu sob forte oposição dos grupos Gay da Bahia (GGB), Triângulo Rosa (RJ) e Dignidade (PR), entre outros (p. 4), que alegavam haver redundância na inserção do vocábulo "lésbica", pois homossexual era comum de dois gêneros, que a palavra lésbica era agressiva, que ia confundir a imprensa, que era divisionista, etc... Foi necessário que a comissão organizadora do encontro, composta, pela primeira vez, também por dois grupos lésbicos, fizesse consulta, com votação, a todas as organizações do país no período, para que o encontro se realizasse já com a inserção do termo polêmico. Com a anuência da maior parte dos grupos e moções de apoio de grupos feministas, de prevenção à AIDS, e até de grupos de gays e lésbicas do exterior, a vitória foi conquistada.

Polêmico também por ter sido realizado num reduto petista, Instituto Cajamar (devido à falta de outras opções no período), o encontro foi um divisor de águas na história do movimento pelos direitos LGBT. Divisor de águas não só por ter inserido a palavra lésbica e a discussão sobre sexismo no movimento (questão nunca bem resolvida até hoje) mas também por ter mudado a estrutura dos encontros, que passaram a ser mais profissionais, e ter dado início ao que viria ser a futura Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Travestis (ABGLT) (p. 25). O Encontro reuniu igualmente militantes do início do movimento, que ficaram ausentes do mesmo por praticamente toda a década de 80 (p. 29), a então secretária-geral da ILGA, Rebeca Sevilla e até o cônsul americano do período (pp. 4, 5 e 6). 

Outro ponto polêmico do evento foi o relativo à inclusão da não discriminação por orientação sexual na revisão constitucional da época. A proposta foi rejeitada pelo encontro por se acreditar que a inclusão não seria tecnicamente viável (pp. 15-16). Em vez dela, propôs-se a criação de uma lei extravagante que tipificasse os crimes cometidos contra a livre orientação sexual nos termos do inciso IV, artigo 3 (embrião da futura lei contra a homofobia). De fato, por ampla maioria de votos (250 contra, 53 a favor e 7 abstenções) foi rejeitada, em 02/02/94, no Congresso Nacional, a proposta revisional que previa a inclusão da expressa proibição de discriminação por orientação sexual na constituição brasileira (p. 15).

Na plenária final do encontro, entre outras deliberações, ficou decidido que os próximos encontros teriam a denominação de Encontros Brasileiros de Gays e Lésbicas. O encontro seguinte, realizado em Curitiba, em 1995, ficou definido como VIII Encontro Brasileiro de Gays e Lésbicas. No decorrer deste, as travestis reivindicaram e tiveram aprovada, sem polêmicas, a inserção do T para os encontros seguintes. Na década de 90, também o portal Mix Brasil ajudou a popularizar o termo lésbica, com a divulgação da expressão GLS, os grupos mistos passaram a se definir como gays e lésbicos e outras organizações especificamente lésbicas surgiram no Brasil.

Abaixo a versão digitalizada do relatório do VII Encontro Brasileiro de Lésbicas e Homossexuais. Também pode ser lido e baixado aqui. Boa leitura!

Míriam Martinho

São Paulo, 07/09/2019


Garota espancada após 'dar fora' em homem ao afirmar ser lésbica em SP

segunda-feira, 14 de setembro de 2020 0 comentários

Estudante relata que foi agredida após se negar a ficar com homem e relatar que é lésbica em Cubatão (SP) — Foto: Reprodução/Facebook
Estudante relata que foi agredida após se negar a ficar com homem e relatar que é lésbica em Cubatão (SP) — Foto: Reprodução/Facebook
Após o ocorrido, ela fez uma postagem de desabafo nas redes sociais que passou a ser compartilhada por diversas pessoas.

 Estudante relata que foi agredida após se negar a ficar com homem e relatar que é lésbica em Cubatão 

Uma jovem de 17 anos relata que foi agredida por um homem ao dizer que não queria ficar com ele e relatar que era lésbica em Cubatão (SP). A estudante conta que estava sozinha quando foi abordada pelo agressor. A vítima foi arrastada e agredida com chutes e socos e ouviu do suspeito que 'pessoas como ela têm que morrer'.

A agressão ocorreu enquanto a vítima voltava para casa após uma festa que foi com as amigas. Conforme relatou ao G1 neste domingo (13), o homem estava nessa mesma festa. 

Ele estava faz tempo dando em cima de mim. Inicialmente eu só tinha dito não e nem contei que era lésbica. Mas ele puxou meu cabelo mesmo assim para me dar um beijo e aí eu falei que gostava de mulher", conta.

Após dizer que era lésbica, a estudante afirma que acreditou que ficaria tudo bem, porque o rapaz voltou para a mesa que estava com os amigos e ficou no local. 

Mas toda hora que ele passava perto de mim, me empurrava com o cotovelo. Então falei para minhas amigas que iria embora porque estava sentindo que esse cara estava querendo arrumar briga", relata.

Ela conta que foi embora com uma amiga, só que a menina morava antes da casa dela. Ao deixar a colega em casa, ela seguiu seu trajeto. Pouco depois, ouviu o barulho de uma moto. 

Nessa hora eu só senti ele me puxando pelo cabelo, momento em que foi me arrastando. Eu cai no chão e ele jogou a moto para o lado e começou a me agredir com socos e chutes", diz.

Segundo a jovem, enquanto ela apanhava, era ameaçada pelo agressor, que dizia que iria matá-la. 

Ele dizia 'se você não passar a gostar de homem, vai morrer agora' e 'pessoas como você têm que morrer'. Eu realmente achei que iria morrer, se não tivesse chego alguém, acho que ele iria me bater até ver que eu não estava mais reagindo. Pensei que iria morrer ali", relata.

A estudante afirma que começou a gritar por ajuda e viu dois rapazes próximos, momento em que escutou eles dizerem que era briga entre marido e mulher e não iriam se intrometer, então gritou novamente afirmando que não conhecia o rapaz da moto. 

Foi aí que eles foram bem rápido até lá, tiraram o homem de cima de mim e foram me levantar. Nesse meio tempo, ele [agressor] subiu na moto e fugiu", afirma.

Os rapazes acompanharam a vítima até a casa dela. A adolescente conta que está inchada, roxa e com dores após as agressões. De acordo com ela, o agressor tem em torno de 25 e 30 anos, mas não o conhece e nem sabe o nome dele.

Eu acho que sofri preconceito duas vezes. Uma por ser mulher, porque ele não respeitou meu não. É como se o não da mulher não tivesse voz. E a outra devido a minha orientação sexual. Por isso tomei coragem e postei sobre o ocorrido nas redes sociais, porque quero justiça e encorajar outras mulheres que passem por isso a denunciar também. Porque eu me culpei e senti vontade de não me envolver mais com mulher, é um sentimento horrível, você se sente um lixo, com medo e impotente. E na verdade eu não fiz nada de errado. Ele tinha que me respeitar."

Na tarde de sábado, a adolescente foi ao hospital e fez exames para saber seu estado de saúde. A mãe informou que o caso ainda não foi registrado na Delegacia de Polícia da cidade.

Para eu conseguir me assumir já foi muito difícil. A sorte é que minha mãe sempre me respeitou e me apoiou em tudo. Então além de passar pelo processo difícil de me aceitar, também tive que viver isso. E ele estava consciente do que fazia. Me batia dizendo o motivo de eu estar apanhando. Chegou a falar que Deus fez a mulher para ficar com o homem", finaliza.

Clipping Garota é espancada após 'dar fora' em homem ao alegar ser lésbica em SP, por Isabella Lima, G1 Santos, 13/09/2020

Amor de Mãe: Leila e Penha viverão versão tupiniquim e lésbica da relação dos lendários Bonnie e Clyde

0 comentários

Penha (Clarissa Pinheiro) e Leila (Arieta Corrêa)

Retomada de 'Amor de Mãe' vai mostrar a relação perigosa entre Leila e Penha com possível beijo gay


Manuela Dias decidiu polemizar na reta final de Amor de Mãe. A novela das 21h da Globo, interrompida em março por conta da suspensão das gravações devido à pandemia, voltará a ser exibida em 2021.

A autora criou uma relação de amor bandido entre as vilãs Leila (Arieta Corrêa) e Penha (Clarissa Pinheiro). As informações são de Carla Bittencourt, do Extra Online.

A ex-mulher de Magno (Juliano Cazarré), que se fingiu de doente e o colocou na cadeia, vai assumir os negócios criminosos da amiga, quando a fiel cúmplice de Belizário (Tuca Andrada) for presa.

Abandonada pelo policial corrupto, Penha contará apenas com a ajuda de Leila. O vínculo entre as duas vai passar da cumplicidade para a paixão. Viverão romance intenso, uma versão tupiniquim e lésbica da relação dos lendários Bonnie e Clyde.

O roteiro prevê um beijo das duas amantes. Caberá ao diretor artístico do folhetim, José Luiz Villamarim, definir se a cena será gravada e exibida, ou não. A Globo já mostrou alguns beijos na boca entre mulheres, como em Órfãos da Terra, Em Família, Babilônia, Segundo Sol e Malhação.
Clipping  Autora da Globo transforma bandidas em casal de lésbicas, por Jeff Benício, Blog Sala de TV, Terra, 02/09/2020

Horóscopo de setembro (2020)

terça-feira, 1 de setembro de 2020 0 comentários

Míriam Julie
ÁRIES
21/03 a 20/04 

Este mês promoverá transformações em diversos aspectos de sua vida. Geralmente tais transformações se traduzem no desaparecimento de pessoas, circunstâncias ou mesmo propriedades às quais você estava habituada. Além disso, você enfrentará forças que trabalharão no sentido de revelar aspectos de sua vida que há muito você guardava apenas para si mesma. 

É provável que inicialmente resista a tais revelações, acreditando que elas nada podem ensinar-lhe nada de construtivo. Um trânsito como este muitas vezes revela aspectos de nós mesmos que aprendemos a considerar negativos. 

Geralmente esses aspectos representam uma fonte de energia positiva, mas, devido a nossa recusa em aceitá-los, essa energia se desperdiça e foge de nosso controle. Haverá muitas compulsões psicológicas neste período que devem ser enfrentadas sem demora. 

Em outro plano, lhe será mostrada uma dimensão espiritual de sua existência que poderá expandir imensamente sua vida e sua experiência, se estiver disposta a encará-la. Talvez essa dimensão esteja tão acima de sua vida cotidiana que você julgue impossível aceitá-la, porém esse conhecimento é necessário a seu crescimento. 

TOURO
21/04 a 20/5 

Este será um período de equilíbrio em sua vida, pois agora você já terá uma ideia bastante definida de como administrar seu próprio mundo. As coisas costumam correr de modo mais ou menos tranquilo durante este trânsito. 

Entretanto, é importante observar que a época não será necessariamente de paz ou alegria especiais. As pessoas se governam por suas próprias necessidades muito mais do que imaginam, mas frequentemente essas necessidades são inconscientes. 

Tentamos nos proteger, e proteger tudo aquilo que acreditamos que é nosso, contra "ameaças" que quase sempre não são reais. Mas, apesar disso, estruturamos nosso universo de acordo com elas. 

Isso garante o sucesso apenas na padronização desse mundo próprio. Se você estiver muito triste neste momento, o melhor a fazer é analisar o que realmente anda fazendo e procurar os recursos para as mudanças que serão necessárias para criar uma nova perspectiva de vida. 

Num plano mais prático, evite deixar-se levar pelas aparências em qualquer novo encontro com pessoas ou situações. Mesmo que os outros não queiram deliberadamente enganá-la, poderão fazê-lo inadvertidamente, pois você não entenderá de imediato o que eles realmente estão lhe mostrando. Até atingir esse grau de entendimento, procure ficar na espera e assumir o mínimo de compromissos. 

GÊMEOS
21/05 a 20/06 

Este período pode propiciar a realização de seus mais importantes objetivos conscientes de vida. Ou pode ser uma época em que você seja levada em grande parte por "programações" inconscientes. 

Provavelmente você viverá um pouco desses dois efeitos. Contudo, a longo prazo as possibilidades positivas prevalecerão. Em relação ao lado negativo deste trânsito, saiba que as dificuldades e insatisfação que vive agora exigem que você olhe mais para dentro de si mesma. 

Você será especialmente bem-sucedida trabalhando em parceria com outras pessoas. Será capaz de enxergar sua individualidade e sua diferença de modo a trabalhar com espírito de cooperação e não de competitividade. 

Como não estará particularmente inclinada ao idealismo, poderá acercar-se de suas metas com sensatez e pragmatismo. Você estará bem mais interessada em obter o que deseja em termos práticos e concretos. Empregue bem este tempo, pois terá a oportunidade de construir uma base que a protegerá no futuro. 

CÂNCER
21/06 a 22/07 

Sob esta influência, você tentará promover mudanças reais em seu mundo e na sociedade. Mas a grande questão que deve responder é esta: "Em nome de quem quero mudar as coisas?" Você perceberá que durante o trânsito será bem fácil exercer o poder e realizar mudanças. Terá a impressão de que as energias estão indo na direção que deseja, trazendo-lhe a oportunidade de assumir de algum modo o controle. 

Entretanto, deve procurar uma motivação que vá além de sua própria ambição, apesar de que ela acabará sendo beneficiada juntamente com qualquer outro objetivo que possa ter agora. 

Se esse poder for usado para fins pessoais e egoístas, acabará lhe trazendo problemas no futuro. Os resultados não serão permanentes. Você deve encontrar um equilíbrio, adotando uma filosofia de "interesses próprios iluminados". 

É preciso que reconheça que se beneficiará muito mais se puder colocar seus interesses pessoais ao lado dos das pessoas com quem trabalha e convive. De algum modo, será necessário lutar sinceramente pelos interesses coletivos, não ficando apenas na teoria. 

Bom período para alguma melhoria relacionado ao local onde mora, ou mesmo no ambiente de trabalho. 

LEÃO
23/07 a 22/08 

O período se presta à preparação para chegar aos pontos de culminância nos próximos meses. Por isso, deverá aproveitar este período para fortalecer seu próprio mundo, preparando-se para enfrentar as possíveis dificuldades. O momento também é bom para fortalecer sua saúde física. Ao invés de gastar suas energias - algo que até poderia fazer, já que não lhe traria problemas imediatos -, procure reuni-las para quando chegar a hora em que realmente elas lhe sejam exigidas. 

Quanto mais conseguir concretizar agora, mais facilidade terá em desincumbir-se das exigências que lhe serão colocadas daqui a alguns anos. 

É propício ao reconhecimento de suas realizações pessoais. Seus chefes e outras pessoas com quem trabalha ficarão impressionados com sua diligência. E você deveria mesmo tentar impressioná-los, pois, dentro de alguns anos, quando suas metas forem questionadas, já os terá convencido de seu valor, podendo superar mais facilmente os obstáculos. 

VIRGEM
23/08 a 22/09 

Este trânsito representa uma chance de reavaliar sua vida. Você verá que ela contém as sementes de algo bem maior do que pensava. Essa grandeza não está no reino material nem lhe trará poder sobre as pessoas, pois agora você terá a oportunidade de ver sua própria vida numa dimensão espiritual inédita. Isso poderá manifestar-se de diversas formas em todas as áreas . 

No momento as circunstâncias de sua vida e suas próprias energias interiores estão em harmonia. Apesar de este não ser um trânsito excepcionalmente afortunado, ele fará sua vida correr bem no geral. Você será capaz de realmente progredir significativamente e de realizar muita coisa sem fazer grandes esforços. 

Procure tirar vantagem disso e realize o máximo possível. Se surgir alguma oportunidade de aumentar sua experiência, aproveite-a, pois estará assim construindo um escudo contra possíveis adversidades posteriores. 

Caso venha a gozar de algum tipo de poder pessoal, empregue-o nisso. Como é bem possível que tenha a chance de liderar ou influenciar terceiros, concentre-se em ajudar todos os envolvidos a crescer junto com você. 

No plano prático, este trânsito poderá coincidir com o sucesso profissional, poder político ou aumentos significativos nos bens ou riquezas pessoais. Num nível mais humilde, ele poderá lhe dar a oportunidade de corrigir situações que lhe trouxeram problemas no passado. 

Você terá muita vontade de reformar e refazer as coisas neste momento, devendo lutar para melhorar as condições gerais de todos, para promover a renovação e servir como veículo da regeneração de seu universo. 

LIBRA
23/09 a 22/10 

Este trânsito em geral representa um período de otimismo e pensamento positivo. Você sentirá ter atingido um ponto de equilíbrio que lhe permite uma boa visão de sua vida. 

Por isso, este é um bom momento para se reorganizar e para traçar planos de longo prazo. Procure empregá-lo para ganhar uma nova perspectiva através de estudos ou viagens ou por intermédio de grupos que se dedicam a elevar o nível de conscientização. 

Sua compaixão decorrerá de uma percepção da unidade essencial existente entre você mesma e todos os seres. Para a maioria das pessoas, essa percepção não é inteiramente consciente. Você talvez sinta um crescente envolvimento com seus semelhantes, sem saber exatamente de onde ele vem. 

Esse sentimento pode ser consciente e, nesse caso, você se sentirá mais atraída pela metafísica e filosofias místicas, as quais tentam traduzir em palavras aquilo que você começará a sentir agora. Talvez observe um renascer de seu interesse pela religião, mesmo que há muito se tenha esquecido dela. Há possibilidade de ocorrer uma profunda experiência mística ou mediúnica. 

Mesmo que por temperamento não se sinta inclinada ao misticismo, perceberá seus efeitos sob a forma de um renovado idealismo e maior disposição para trabalhar em favor do mundo que gostaria de ver. 

ESCORPIÃO
23/10 a 21/11 

É provável que, durante este trânsito, você se sinta muito bem, com segurança para enfrentar qualquer coisa. Trata-se de um período em que se sentirá otimista, como se fosse capaz de tudo. Entretanto, pode ser que esteja sendo excessivamente confiante, portanto, cuidado para não assumir mais do que pode fazer. 

É possível que alguns antigos projetos atinjam seu ponto decisivo agora. As consequências disso podem ser boas ou más, a depender de seu acerto ao estimar sua capacidade no passado. Talvez este momento lhe exija mais do que você pode fazer e, nesse caso, é melhor renunciar a certas coisas. 

Este período também pode trazer uma certa inquietude, pois você sentirá como se seu universo habitual simplesmente não fosse "grande" o bastante ou não lhe trouxesse experiências suficientes. Caso se sinta assim, precisará ampliar um pouco seu raio de atividades, mas lembre-se mais uma vez de não se exceder. 

Com um pouco de cuidado e comedimento, você poderá obter o melhor desse trânsito, que lhe será benéfico especialmente nas questões financeiras. A depender de suas próprias tendências, ele poderá torná-la extremamente extravagante ou extremamente bem-sucedida em tais assuntos. 

SAGITÁRIO
22/11 a 21/12 

Este período poderá trazer desafios. Você terá de decidir em que áreas de sua vida deve se concentrar. Construirá uma nova carreira ou continuará investindo na atual? Tentará tornar sua vida pessoal mais satisfatória? Trabalhará ao lado de outras pessoas ou por conta própria? 

Geralmente sobrevém uma "crise de alienação" durante este trânsito, isto é, uma inesperada sensação de estar isolada de tudo, como se você tivesse aplicado toda a sua energia na busca de objetivos puramente pessoais. Isso, por sua vez, gera solidão e distanciamento, inclusive das pessoas queridas. Por outro lado, é possível também que de repente você sinta não ter forças para continuar na direção escolhida. 

Sua perspectiva pode ser distorcida por medo de sua própria inadequação. Será mais provável que tudo isso ocorra se você houver negligenciado seus relacionamentos mais íntimos. Não é possível prosseguir indefinidamente sem o apoio emocional de tais relacionamentos. 

Algumas vezes este trânsito surte o efeito contrário, levando-a a descobrir que várias relações vêm interferindo em seus grandes objetivos. Nesse caso, acabará pondo fim a esses relacionamentos para recuperar sua liberdade. A questão aqui é o equilíbrio entre os relacionamentos pessoais e seu progresso. 

Em outro aspecto, este trânsito pode representar uma prova para seu elenco de objetivos. Talvez surja oposição por parte de certas pessoas, forçando-a a analisar se os objetivos que escolheu realmente são importantes para você. 

Talvez deva fazer alguns ajustes ou mesmo mudar seu curso de ação. Agora é a hora de mudar. Pode não ser agradável, mas é necessário. 

CAPRICÓRNIO
22/11 a 19/01 

Sua vida amorosa e seus relacionamentos serão uma fonte de mudanças neste período. Talvez uma pessoa querida passe a questionar a base da relação com você. Ela pode exigir mais liberdade, forçando o relacionamento a mudar consideravelmente. 

Não é provável que esse relacionamento termine, mas terá de enfrentar agora todas as tensões cujo trato você e sua parceira vêm protelando. Você precisa deixar que isso aconteça, ao invés de esconder ou ignorar sentimentos que devem ser expressos. 

Talvez seja você quem exija que o relacionamento mude, por achar que ele se tornou monótono. Assim, talvez procure um novo relacionamento que lhe dê a emoção que está faltando no atual. Sob a influência deste trânsito, as pessoas costumam estabelecer relacionamentos que pareceriam absurdos aos olhos de todos e a seus próprios olhos em outras circunstâncias. 

O problema é que haverá muita ambiguidade em sua cabeça, tanto em relação a seus relacionamentos quanto a você mesma. Você quer intimidade com as pessoas e liberdade ao mesmo tempo. 

Será atraída para relações que exprimam esse desejo de liberdade ou sejam impossíveis de consumar, conforme descrito acima. Portanto, embora isto seja possível, não deve esperar que nenhum relacionamento estabelecido agora vá durar por muito tempo. Este é um bom momento para viver o presente sem pensar no futuro! 

Se trabalhar com artes, este período será tremendamente estimulante. É possível que agora não faça muita coisa, mas conhecerá novas ideias e técnicas que futuramente incorporará a seu trabalho. 

AQUÁRIO
20/01 a 18/02 

Este ciclo prenuncia equilíbrio físico e psicológico. Caso tenha estado doente, seja física ou mentalmente, o trânsito ajudará tremendamente no processo de recuperação. 

Além disso, a hora é boa para analisar suas metas e ideais, pois agora será possível atingi-los de diversas formas. É possível que antes tenha havido muita tensão em sua vida ou muita resistência contra eles por parte dos outros. 

Se estiver ligada a algum movimento de reforma, agora é um bom momento para empreender uma ação positiva. Ou talvez se envolva com uma religião ou filosofia, pois terá necessidade de saber muita coisa que está além da aparente ordem das coisas. 

O importante a lembrar neste trânsito é que ele representa essencialmente uma oportunidade. Você não se sentirá guiada por nenhum tipo de energia nem tampouco sentirá resistência se quiser fazer alguma coisa. Embora possa aproveitar maravilhosamente este período, caberá a você a iniciativa para tal. 

Seria bem melhor empregar a energia deste período para redefinir e mudar seus atuais relacionamentos, se eles ainda tiverem o que oferecer, de modo que possam tornar-se uma expressão mais completa das pessoas a quem ama e de você mesma. Os melhores relacionamentos são aqueles em que entre os compromissos feitos não está nenhum que lhe exija ser uma pessoa diferente do que é. 

PEIXES
19/02 a 20/03 

Durante este período você se sentirá bem, projetando afeto e energias positivas para o mundo. Isso, por sua vez, afetará positivamente seus relacionamentos e lhe permitirá encontrar pessoas que podem ajudá-la precisamente porque você se mostra boa para elas. Você dará e receberá na mesma proporção em todas as transações pessoais e profissionais. 

Os relacionamentos pessoais vivem uma expansão. Se seu círculo de amigos é relativamente pequeno, será ampliado agora, pois você conhecerá gente com quem normalmente não teria contato, inclusive pessoas ricas, famosas ou poderosas. 

Apenas tenha o cuidado de não se envolver com elas por motivos superficiais; procure ter certeza de que assim crescerá também. O fato de alguém ter certa importância social pode não representar nada de relevante para um relacionamento. 

A base disso tudo é que, num sentido bastante concreto, você estará crescendo e assimilando mais e mais do mundo exterior a sua esfera privada. Você tentará fazer sua experiência incluir mais do próprio mundo. 

Conduzido adequadamente, esse processo pode torná-la mais sábia e mais madura. Sua visão da vida deverá ampliar-se, tornando-a mais tolerante diante das imensas diferenças entre as pessoas. Você terá a oportunidade de ser muito mais uma verdadeira cidadã do mundo. 

É bem possível que não faça nada durante este trânsito, pois ele dá uma sensação de equilíbrio, mas nenhum impulso específico de realização. Você se sentirá relaxada e muito à vontade, com boa disposição de espírito para viajar, seja para descanso ou estudo.

Gunadhara Miten (Miriam Zen)

Terapeuta Holística e Astróloga Humanista há 33 anos, trabalhou como voluntária por vários anos em Grupos de Ajuda a mulheres que sofreram abuso. Trabalhou também como voluntária no CVV ( Centro de Valorização da Vida )

Trabalhando atualmente com massagens terapêuticas, via Método Deva Nishok, utiliza em seus atendimentos terapia tântrica, cura Reconectiva, Reiki, pontos marma, meditação vibracional biodinâmica, Renascimento, terapia taoísta, terapia de cura hawaiana, Barra de Access, MTVSS com o objetivo de refinar a sensibilidade corporal, gerando maior sustentação da bioenergia do corpo, energização dos chackras e equilíbrio da produção hormonal, proporcionando também expansão da consciência, equilíbrio emocional e bem-estar.

Consultora da Rede de Informação UOO ( Um Outro Olhar ).

Para agendar sua sessão de mapa, tarot, de massagem terapêutica, entre em contato no whats app: 11 96405 1934  Email: miriam.julie@gmail.com

Evolução de personagens lésbicas e gays nas novelas da Globo ainda depende da reação conservadora

segunda-feira, 31 de agosto de 2020 0 comentários

Sílvia Pfeifer e Christiane Torloni como o casal de Torre de Babel: personagens mortas para evitar beijo
Sílvia Pfeifer e Christiane Torloni como o casal de Torre de Babel: personagens mortas para evitar beijo

Beijo gay adiado até o último capítulo e a inexistência de cenas de sexo de casais homoafetivos ainda são comuns nas novelas. Essa é uma barreira enfrentada pela Globo devido ao medo de ter suas histórias rejeitadas pela audiência mais conservadora. Casos de terem de mudar tudo e até explodir personagens ainda assombram os autores. Recém-chegada ao catálogo da Globoplay, Torre de Babel (1998) traz uma dessas histórias de volta à tona.


Na novela de Silvio de Abreu, a emissora se deparou com tamanha resistência que teve de matar o casal lésbico da história. As personagens de Christiane Torloni e Sílvia Pfeifer foram explodidas há 22 anos. Coisa de outro século? Nada disso. Recentemente, o beijo entre duas idosas no início de Babilônia (2015) também fez a Globo rebolar para não naufragar no horário nobre.

Com a abordagem de outros temas considerados tabus, além da homossexualidade, como uso de drogas e violência doméstica, Torre de Babel não foi bem aceita. Para atender ao gosto do público, o novelista fez malabarismos e aplicou mudanças drásticas na saga.

A mais marcante, sem sombra de dúvidas, foi matar o casal lésbico e o usuário de drogas Guilherme (Marcello Antony) na cena em que o Tropical Towers Shopping foi pelos ares. Com tamanha catástrofe, a reviravolta surtiu efeito.

A falta de representatividade de gays e lésbicas na novela dos anos 1990 não é a mesma dos dias atuais --houve avanço, mas a aceitação ou rejeição do público ainda é o principal fator que determina o encaminhamento das tramas.

Christiane Torloni e Sílvia Pfeifer morreram queimadas em Torre de Babel: simbologia forte


Amor sem carinho



Mulheres Apaixonadas (2003) colocou duas estudantes como namoradas: Clara (Alinne Moraes) e Rafaela (Paula Picarelli). Pesquisas feitas na época apontaram que o público não era contrário à relação homoafetiva das duas, mas não aceitaria uma cena de beijo.

Como solução, Manoel Carlos fez o casal encenar a peça clássica Romeu e Julieta, de William Shakespeare (1564-1616), permitindo um selinho rápido entre as duas personagens usando essa licença poética. Ironicamente, os telespectadores não se chocaram com a troca de carícias entre uma socialite (Lavinia Vlasak) e um padre (Nicola Siri).

Já em América (2005) o romance proibido entre Júnior (Bruno Gagliasso) e o peão Zeca (Erom Cordeiro) ganhou torcida para que o beijo entre os dois homens acontecesse no último capítulo. A cena chegou a ser gravada, mas a Globo decidiu cortar a sequência por medo da reação do público e das críticas que poderia receber.

Até hoje, os atores e a própria autora, Gloria Perez, lamentam a censura poucas horas antes da exibição. "Foi climão. Toda a novela estava na expectativa, foram colocados telões nas ruas. Foi difícil. Demorou pra cacete para isso acontecer", declarou o marido de Giovanna Ewbank durante uma entrevista para Tatá Werneck no programa Lady Night, em 2018.

O beijo entre Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg em Babilônia assustou conservadores

Desessete anos após ter lésbicas explodidas, a Globo ousou ao mostrar duas idosas aos beijos no primeiro capítulo de Babilônia em 2015. A cena de afeto interpretada por Nathalia Timberg e Fernanda Montenegro foi demais para o conservadorismo do público. Teve até quem propagasse um boicote à trama.
A decisão de cortar selinhos e demonstrações de carinho foi tomada depois que a emissora fez pesquisas com grupos de telespectadores, que assim como em Mulheres Apaixonadas, aprovavam as personagens, com a condição de não vê-las aos beijos. A emissora recuou e ceifou a troca de carícias entre as veteranas.

Já em 2019, no caminho inverso, a direção de Dramaturgia barrou a exibição de um beijo entre Valéria (Bia Arantes) e Camila (Anaju Dorigon) em Órfãos da Terra. Mas o veto foi, na verdade, apenas um adiamento. Um selinho entre as duas foi usado para consagrar o casamento do casal.
Passos lentos e estudados

É claro que existem outros casos positivos para o público LGBTQ+. Mateus Solano e Thiago Fragoso protagonizaram o primeiro beijo gay em horário nobre da TV brasileira em Amor à Vida (2013). Giovanna Antonelli e Tainá Müller interpretaram o primeiro casal de mulheres a se beijar na Globo no horário, e elas também se casaram na novela Em Família (2014).

Recentemente, houve troca de carícias na trama teen Malhação - Viva a Diferença (2017), que a emissora reapresenta. Já A Dona do Pedaço (2019), além de exibir o romance entre Malvino Salvador e Guilherme Leicam, também contou com um amor para uma transexual, com direito a casamento e beijo.

Teve ainda um marco histórico nesse cenário com a exibição da cena de sexo entre dois homens em Liberdade, Liberdade (2016) --novela exibida na faixa das 23h. São avanços a passos lentos, mas eles existem.

Clipping De lésbicas explodidas a beijo vetado: Globo enfrenta mais de 20 anos de rejeição gay,  por Kelly Miyashiro, 08/08/2020 

Biblioteca sapatônica: livros da década de 1980 por um movimento lésbico

quarta-feira, 19 de agosto de 2020 0 comentários

Talking LGBTQ Symbols with @Mashable Made Me Some New Friends ...

Míriam Martinho

Certa feita, uma pesquisadora me perguntou que livros as integrantes do Grupo Ação Lésbica Feminista (GALF) e da Rede de Informação Um Outro Olhar (REDUOO) liam. De imediato, não foi muito fácil de lembrar, dada à distância temporal de quatro décadas, mas a pergunta me levou a tirar do baú alguns títulos importantes de uma época em que as ativistas lésbicas buscavam criar um movimento lésbico autônomo, independente de gays e feministas.

Considerando que, hoje, lésbicas estão sendo canceladas até das célebres dyke marches (equivalente às caminhadas lésbicas brasileiras) pelo simples fato de afirmarem que lésbicas são mulheres que se relacionam exclusivamente com outras mulheres (pessoas do sexo feminino), creio que compartilhar clássicos da produção lésbica internacional de viés separatista possa ajudar a fundamentar ações contra a atual perda de nossos direitos e espaços. Afinal, a orientação homossexual não é fóbica contra ninguém e, de tal forma, jamais pode ser vista. Para acessar os livros, clique aqui

Nota 1.
Ao acessar esse material, vale evitar o anacronismo e não projetar o vocabulário atual no passado da década de oitenta. Nesse período, ativistas lésbicas e gays usavam, sem problemas, os termos "homossexualismo", "lesbianismo", "opção sexual", entre outros, hoje considerados politicamente incorretos. Não se assustem, portanto, ao encontrar o termo "lesbianismo" nesses livros.

Nota 2. A copiadora digitalizou os livros, um deles bem volumoso, em resolução alta, razão pela qual alguns não abrem no visualizador do Google Drive. Mas eles foram devidamente checados e estão seguros para baixar.
 
Rosanna Fiocchetto
A Amante Celeste é uma tradução do italiano para o espanhol do livro da escritora e ativista feminista e lesbiana Rosanna Fiocchetto (trabalhou na Livraria de Mulheres de Roma e participou do Centro Feminista Separatista de Roma e da União entre Lésbicas Italianas).

Neste livro, de 1987, cujo subtítulo é A destruição científica da lésbica, Fiochetto anallisa difrentes abordagens científicas da lesbianidade, situando-a historicamente como entidade e identidade separada e absolutamente diferenciada da homossexualidade masculina.

Sara Lucia Hoagland

Ética Lésbica, rumo a novos valores, de 1988, é de autoria de Sarah Lucia Hoagland, filósofa e professora da Universidade de Illinois em Chicago (EUA).

Segundo comentário de uma leitora, o livro encoraja a compaixão pelas lésbicas entre as lésbicas (cai bem contra as exposições e cancelamentos de hoje), questionando a raiz dos conflitos entre as lésbicas que impedem o florescimento de um movimento específico.


Este livro foi inspiração para a fundação da Rede de Informação Um Outro Olhar.
                          Susan Cavin

Origens Lésbicas, publicado em 1985, é de autoria da socióloga política Susan Cavin. Nele a autora busca traçar a origem da opressão feminina e os registros da lesbianidade e das Amazonas na História. Fruto da tese de doutorado da autora, o livro é importante por registrar a presença das lésbicas em todos os padrões de assentamentos humanos.

Sarah Lucia Hoagland e Julia Penelope

Publicado pela mesma autora de Lesbian Ethics, Sarah Lucia Hoagland, e Julia Penelope, conhecida ativista lésbica do período, Só para Lésbicas, uma Antologia Separatista é um tijolaço de 596 páginas de textos acadêmicos e não acadêmicos de ativistas e coletivos lésbicos dos anos 70 e 80. Tem análises teóricas, insights autobiográficos, contos, poesias e o ideal de uma cultura lésbica.

"O que é uma lésbica? A lésbica é a ira de todas as mulheres condensada a ponto de explodir." (Radical Lesbians,  The Woman Identified Woman, 1970).

Para acessar os livros, clique aqui

 
Um Outro Olhar © 2020 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum