“A princesa e a costureira”, um conto de fadas nacional com protagonistas lésbicas.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015


São Paulo, SP – Era uma vez uma princesa chamada Cíntia, que havia sido prometida em casamento para o príncipe Febo, do reino vizinho. Perto da data da cerimônia, vai fazer seu vestido – e descobre que, na verdade, o amor de sua vida é a pobre costureira Isthar.

Após se abrir para os pais, a princesa é presa em uma torre. Sua amada, então, tem de convencer o rei a lhe dar a mão de Cíntia.

Esse é o enredo de “A princesa e a costureira”, livro infantil que a psicóloga Janaína Leslão lança, em dezembro, pela editora Metanoia. Voltado para crianças e pré-adolescentes a partir dos dez anos, é o primeiro conto de fadas nacional com protagonistas lésbicas.

No exterior, livros com a mesma temática causaram polêmica recentemente. Em agosto deste ano, a prefeitura de Veneza, na Itália, proibiu que as escolas públicas adotassem os livros “Piccollo uovo” (pequeno ovo), que traz um pinguim com dois pais e “Jean a deux mamans” (Jean tem duas mamães), por considerá-los nocivos à família.

Janaína conta que decidiu escrever um livro que falasse sobre homossexualidade depois de perceber que não havia material para que os pequenos tivessem contato com o assunto.

Assim surgiu a história de Cíntia e Isthar, que Leslão escreveu em 2009 e só conseguiu publicar agora. “Procurei umas 20 editoras, mas só recebi recusas”, conta. “Sou uma escritora desconhecida e a história é ousada; era encarada como difícil”.

Fonte: Gazeta de Alagoas, Conto de fadas traz questão de gênero, Angela Boldrini (FolhaPress), 29/11/2015

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Um Outro Olhar © 2015 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum