Estatuto da Família de deputado evangélico quer limitar conceito de família. Vote contra!

sexta-feira, 11 de julho de 2014



Em mais um ataque à democracia e à inclusão social, o pastor-deputado Anderson Ferreira (PR-PE) elaborou projeto de lei que cria o Estatuto da Família, sob a desculpa esfarrapada de valorização da família e de enfrentamento das questões complexas no mundo contemporâneo. Na verdade, o famigerado Estatuto visa restringir o conceito de família a núcleo formado “a partir da união entre homem e mulher”, excluindo as famílias formadas por casais de mesmo sexo e outras configurações (ver no vídeo abaixo todas as famílias excluídas). 

Vote contra mais essa aberração autoritária evangélica na enquete do Portal da Câmara. Mais informações e link para o projeto no texto abaixo da 'Agência Câmara Notícias'.

Câmara promove enquete sobre conceito de família

Texto-base para o Estatuto da Família define entidade familiar como o núcleo formado a partir da união entre homem e mulher.

Saulo Cruz

Anderson Ferreira quer políticas públicas para valorizar a família.

A polêmica sobre conceito de família é tema da nova enquete do Portal da Câmara, incluída nesta terça-feira (11). O objetivo é avaliar se os cidadãos são favoráveis ou contrários ao conceito incluído no Projeto de Lei 6583/13, do deputado Anderson Ferreira (PR-PE), que cria o Estatuto da Família. 

De acordo com o texto, que apresenta diretrizes de políticas públicas voltadas para a entidade familiar e obriga o poder público a garantir as condições mínimas para a “sobrevivência” desse núcleo, família é formada a partir da união entre homem e mulher.

O deputado argumenta que “a família vem sofrendo com as rápidas mudanças ocorridas em sociedade”. E que, apesar de a Constituição prever que o Estado deva proteger esse núcleo, “o fato é que não há políticas públicas efetivas voltadas para a valorização da família e ao enfrentamento de questões complexas no mundo contemporâneo”.

No último dia 5, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, criou uma comissão especial para analisar a proposta. Os líderes partidários deverão indicar os integrantes da comissão, que será formada por 23 deputados titulares. 

E você? É a favor ou contra o conceito de família como núcleo formado “a partir da união entre homem e mulher”? Participe da enquete e deixe também o seu comentário abaixo. 

Íntegra da proposta:
Da Redação - ND

1 comentários:

  1. Essa bancada de evangélicos deveria se chamar bancada de retardados, com algumas exceções. Edir Macedo e meia corjaque dizem ser discípulos, pregadores do evangelho vão passar a maior vergonha da história na face da terra. Política e dinheiro não se mistura com religião, é bíblico.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Um Outro Olhar © 2015 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum