Mulher-Maravilha bissexual e embaixadora da ONU para empoderar mulheres

sexta-feira, 21 de outubro de 2016



Mulher-Maravilha | “Ela pode ser bissexual. Ela ama pessoas pelo que elas são”, diz Gal Gadot
Atriz comentou afirmação recente sobre sexualidade da personagem

Em entrevista para a Variety, Gal Gadot comentou declarações recentes do roteirista de HQs Greg Rucka, que disse que a Mulher-Maravilha é gay (ou queer, termo em inglês que pode significar lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros):

Não é algo que exploramos no filme. Isso nunca surgiu na mesa, mas, quando falamos teoricamente sobre as mulheres em Temiscira e quantos anos ela passou lá, o que ele disse faz sentido. Nesse filme ela não tem nenhum relacionamento bissexual, mas não é sobre isso. Ela é uma mulher que ama as pessoas pelo que elas são. Ela pode ser bissexual, ela ama as pessoas pelo coração delas”.
Ainda na entrevista, Gadot falou sobre a importância de o filme ser dirigido por uma mulher:
Não acho que seja uma questão de gênero. Talvez pelo fato de que estamos contando a história do crescimento de uma garota, seja mais fácil de contar por alguém que já foi uma garota e se tornou uma mulher. Sinto que a Patty Jenkins é a pessoa certa para o filme porque ela é a pessoa certa. Ela sabia exatamente como queria contar a história, e o queria tirar disso. Ela é brilhante, inteligente e muito apaixonada”.
Mulher-Maravilha tem estreia marcada para 1º de junho de 2017. A personagem também estará em Liga da Justiça, que estreia em novembro do mesmo ano.

Fonte: Omelete, por Camila Souza, 11/10/2016


Mulher-Maravilha será embaixadora da ONU para empoderar mulheres
Campanha de igualdade de gênero é meta da ONU para próximos 15 anos. Cerimônia terá presença de Ban Ki-Moon, secretário-geral da ONU.

A Organização das Nações Unidas ganhará o reforço da Mulher-Maravilha e seus superpoderes para uma nova campanha de defesa dos direitos das mulheres e meninas.

A heroína da série de desenhos animados e histórias em quadrinhos (e do filme que estreia em 2017) será oficialmente nomeada embaixadora honorária da ONU para o empoderamento das mulheres e meninas durante uma cerimônia no dia 21 de outubro, na qual estará presente o secretário-geral da organização, Ban Ki-moon.

A presidente da DC Entertainment, Diane Nelson, assistirá ao evento junto com "convidados surpresa", entre os quais pode estar a atriz Lynda Carter, que interpretou a Mulher-Maravilha na bem sucedida série de TV da década de 1970.

O evento servirá para lançar uma campanha com um ano de duração sobre a igualdade de gênero e empoderamento feminino, uma das novas metas globais da ONU para os próximos 15 anos.

Fonte: G1, 12/10/2016

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Um Outro Olhar © 2015 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum