Grupo de 379 empresas, incluindo Apple, Microsoft, Google e Facebook, defende casamento LGBT na Suprema Corte dos EUA

segunda-feira, 9 de março de 2015

O ativista gay Vin Testa protesta em frente à Suprema Corte dos Estados Unidos

Apple, Microsoft e Google defendem casamento gay na Suprema Corte


Um grupo de 379 empresas, incluindo Apple, Microsoft, Google e Facebook, enviaram um documento à Suprema Corte dos Estados Unidos em que defendem a legalização do casamento gay em todo o país.

As companhias participam do julgamento como "amicus curiae" –parte interessada em um caso sendo analisado por um tribunal, que emitem um parecer defendendo seu ponto de vista.

A Suprema Corte americana deve decidir em abril se a união entre pessoas do mesmo sexo é um direito constitucional (sendo permitida em todos os Estados do país) ou se cada Estado tem autonomia para decidir sobre o tema, como funciona atualmente. Hoje, 36 dos 50 Estados americanos reconhecem o casamento gay.

Essa situação, argumentam as empresas, é ruim para os negócios porque "coloca encargos significativos nos empregadores e em seus funcionários". As legislações diferentes adotadas por cada Estado dificultam o recrutamento de talentos e a administração de benefícios entre os funcionários, afirmam as empresas, já que o reconhecimento legal como casado ou solteiro varia de lugar para lugar.

Outra vantagem apontada pelas empresas é a diversidade no ambiente de trabalho, "crucial para a inovação e sucesso no mercado".

Na área de tecnologia, também integram o grupo Amazon, Cisco, Dropbox, eBay, EA, HP, Intel e Twitter, além de gigantes de outros setores, como Coca-Cola e Walt Disney.

Fonte: Folha de SP Tec, 06/03/2015

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Um Outro Olhar © 2015 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum