Movimento contra a homofobia no futebol se espalha entre as torcidas

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Bambi tricolor

Comeceu com os torcedores do Atlético-MG e se espalhou para as torcedores de outros times de futebol. Agora foi a vez do Bahia entrar na torcida contra a homofobia e o sexismo nos estádios e no futebol em geral. Notícia abaixo do Correio*. Depois do texto, links para as páginas das torcidas no Facebook.


Torcedores do Bahia criam movimento contra a homofobia
Objetivo do projeto é lutar contra o preconceito de ordem sexual, dentro e fora dos gramados

Torcedores do Bahia se uniram para criar um projeto contra a homofobia. A inspiração veio da ação “Galo Queer”, lançada pela torcida do Atlético Mineiro na última semana. O objetivo é lutar contra o preconceito contra os homossexuais, dentro e fora dos gramados.

O grupo responsável por coordenar a ação, E.C. Bahia Livre, explicou que a iniciativa tem "o intuito de dizer ‘basta’ ao machismo, homofobia, sexismo e racismo no futebol brasileiro". O grupo afirma ainda que “o amor pelo Bahia e por futebol não combina com nenhuma forma de preconceito e violência”.

Outros times também estão aderindo à campanha. Torcedores de clubes como Corinthians, São Paulo, Flamengo, Grêmio, Internacional e Atlético-PR já protagonizaram campanhas semelhantes.

Corinthians Livre
E.C. Bahia Livre
Galo Queer (Atlético-MG)
Gremio Queer  

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Um Outro Olhar © 2015 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum