Triângulo amoroso lésbico da Rainha Ana da Grã-Bretanha rendeu muitos ciúmes e fofocas palacianas

sexta-feira, 17 de abril de 2020

Pintura de Willem Wissing e Jan van der Vaardt representando a Rainha Ana
Pintura de Willem Wissing e Jan van der Vaardt representando a Rainha Ana - Wikimedia Commons

O suposto romance entre Ana da Grã-Bretanha e Lady Sarah ia bem, até que a criada Abigail Hill chegou ao palácio

Pouco se lembra sobre o governo da Rainha Ana da Grã-Bretanha. Mesmo com um reinado surpreendente, que passou por episódios como a Guerra da Sucessão Espanhola, seu legado não é considerado pelos britânicos como grandioso.

A monarca ficou no poder por cinco anos e sempre foi vista como uma mulher dura e gananciosa. O problema, todavia, é que, como qualquer história sem registros definitivos, a reputação de Ana foi construída em volta do que as pessoas pensavam sobre ela.

Nesse sentido, grande parte do estigma sem carisma da Rainha partiu de uma pessoa em especial: Lady Sarah. Foi ela que, em suas memórias, construiu um retrato rude da monarca. Por que? Bom, a resposta é mais simples que parece: vingança.

Na Inglaterra do século 18, o conceito de homossexualidade não era conhecido, muito menos discutido. Esse fato, porém, não conteve os sentimentos que Ana cultivava por Lady Sarah. No entanto, sabe-se que a rainha tinha, de fato, certas tendências lésbicas.

Isso porque a monarca teria desenvolvido uma obsessão por Sarah. Dessa forma, apaixonada pela esposa do duque de Marlborough, Ana escrevia diversas cartas, às vezes diariamente, para a sua amada. Mesmo com a existência dos documentos escritos pela monarca, não é possível provar que as duas mulheres tiveram, de fato, relações sexuais.

A história ficou mais complicada quando Abigail Hill chegou ao palácio. Com a vontade de se tornar o braço-direito da rainha, a criada se aproximou da monarca e deixou Sarah, que era conselheira, incomodada.

Para a duquesa, no entanto, a rainha não poderia sentir qualquer atração por Abigail, além de sexual, já que, aos olhos de Sarah, a novata não tinha grandes qualidades. Mesmo assim, importunada pela situação, a mulher traçou um plano.

Ainda que tivesse medo de sua relação com Ana ser descoberta, Lady Sarah acusou a Rainha de ter um caso com Abigail. No final, sem sua relação com Ana, Lady Sarah passou a transmitir uma imagem errada da monarca, descrevendo-a como rude, dura e sem carisma.

Ver também A Favorita: Rainha Anne, suas amantes e as questões de Estado

Clipping Vingança e ciúmes: o escandaloso triângulo amoroso lésbico da rainha Ana, por Pamela Malva, Aventuras na História,  09/04/2020

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Um Outro Olhar © 2020 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum