Quando Marina Lima assumiu Gal Costa como sua primeira transa lésbica

quarta-feira, 16 de outubro de 2013


Há alguns anos, uns cientistas, em mais uma daquelas suas pesquisas suspeitosas, saíram dizendo que as héteros ouviam melhor do que as lésbicas. Surgiu então a dúvida atroz quanto à situação das bissexuais nessa história: ouviriam mais de um ouvido e menos de outro? Sobraram também piadas de cunho geográfico: o local da pesquisa não poderia nunca ter sido o Brasil, já que a maioria de nossas cantoras tem fama de jogar no time de Safo.

Outra piada sobre o assunto, reforçando a fama lesbiana de nossas singers, diz que as raras cantoras brasileiras heterossexuais seriam até discriminadas no meio por representarem minoria absoluta, destacando-se entre elas Marisa Monte. Todas as outras seriam no mínimo bi. Para reforçar essa perspectiva, Marina Lima, em entrevista para Joyce Pascowitch em novembro de 2008, declarou, entre outras coisas, que já havia transado com muitas cantoras, tendo sido Gal Costa sua primeira!?

Trechinho em que ela assume a Gal (que novidade!):
E lembro que eu vi uma vez a Gal [Costa] no programa do Chacrinha. A Gal com cabelo crespo, e o meu cabelo era crespo também. Ela estava com uma guitarra e cheia de anéis. E eu tinha vindo de fora, morei dos 5 aos 12 anos nos Estados Unidos, e nunca fui ligada a raízes, sempre fui mais internacional. Então, quando eu vi aquela imagem da Gal, pensei: Ah! É possível isso no Brasil. Eu tocava violão muito bem, queria trabalhar com música, mas não conseguia achar uma expressão cultural popular com a qual eu me identificasse aqui no Brasil. Quando vi a Gal no Chacrinha, vi que existia espaço para isso aqui. Fiquei louca pela Gal. Um tio meu da Bahia me levou a um show dela e eu fiquei muito fã. Passaram alguns anos e eu ouvi falar que Gal era gay. Foi um choque para mim. Um choque! Eu não estava nesse mundo. Eu namorava o Ewaldo, não estava nem imaginando isso. Aí eu soube que essa mulher, que era meu grande ídolo, transava com mulher. Foi um choque, mas aquilo abriu uma porta para mim. Até que, enfim, eu conheci a Gal. Eu tinha 16, 17 anos, e ela começou a brincar de sedução comigo. Fiquei em pânico e voltei para os Estados Unidos. Fui estudar música para ficar longe e não ter de lidar com aquilo, para poder pensar. Sou virginiana, eu gosto de pensar sobre as coisas e entendê-las. Aí, lá fora, eu vi que eu queria experimentar, e que a pessoa que eu queria era ela. Voltei para o Brasil, com uma fita e assinei um contrato com a Warner aos 17 anos. E me aproximei da Gal e acabei transando com ela. Foi muito importante para mim.
Gal com o filho Gabriel em apresentação
 do Cirque du Soleil (SP, 06/04/2013)
Na época desse outing, ouvi dizer que a Gal quis processar a Marina porque teria colocado em risco sua batalha pela custódia do garoto Gabriel que de fato veio a se tornar seu filho. Também tenho o maior bode de gente que sai falando da vida íntima que teve com outra para Deus e todo o mundo, ainda mais com registro público numa revista, como fez a Marina. Daí a processar, acho que não procede.

De qualquer forma, Marina deu mais consistência à história de que todas as cantoras brasileiras são no mínimo bi. Você concorda? Se sim, aqui entre nós, quem são elas mesmo?

Huuummm! Começando pelas mais notórias: Gal, Bethânia, Marina, Ana Carolina....

Confira site da cantora e sua discografia (com direito a audição das faixas)

Abaixo música Coração Vagabundo, do Caetano Veloso, que de fato fui eu que compus. Reedição do texto Marina Lima assume Gal como sua primeira transa lésbica, publicado originalmente no blog Contra o Coro dos Contentes, em 18 de novembro de 2008

10 comentários:

  1. Hehehehe. É pra falar? =P Bem... não sou eu quem tá dizendo, mas reza a lenda que a Marisa Monte é bi (já ouvi dizer, juro!!!) e tem outras que andam nas línguas maledicentes (nas boas línguas, também devem andar =D) Adriana Calcanhotto, Leila Pinheiro, Renata Arruda, Isabela Taviani, quem mais, gente???

    Espero não ser processada! ui!

    ResponderExcluir
  2. A Isabella Taviani é obvio, ela namora com uma outra cantora, Myllena...

    ResponderExcluir
  3. Marina assumir foi show: que eu acho que publicidade ajuda a nossa causa. Mas daí arrastar a calada Gal com ela...rs.. sei não. Bom senso passou longe, acho.

    E acho que a categoria "no mínimo bi" (kkk!) cabe a um bocaaaado de seres artísticos. ;]

    bjo!

    ResponderExcluir
  4. Teve gente que ja deu declaração homofobica e ja saiu com uma amiga minha...hoje MORTA DE CASADAAAAA, eu faço é rir!!!

    ResponderExcluir
  5. Queria dormir com a gal e Marina na época. Ia deixar as duas de pernas bombas. ..

    ResponderExcluir
  6. Joanna, Simone, Angela Ro Ro, Sandra de Sá, Zélia Dunca, Maria Gadu

    ResponderExcluir
  7. Zizi Possi, Lecy Brandão, Daniela Marcury, Cássia Eller

    ResponderExcluir
  8. Quem inaugurou a tradição foi Aracy de Almeida.

    ResponderExcluir
  9. Belô Veloso já foi namorada de Calcanhoto?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Um Outro Olhar © 2015 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum