Eleição de Feliciano foi erro político, diz diretor de sucursal do Estadão

quinta-feira, 21 de março de 2013

João Bosco Rabello

Para João Bosco Rabello, diretor da sucursal do Estadão em Brasília, a situação do pastor Marco Feliciano(PSC-SP), frente à Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, fica cada vez mais insustentável.

De fato, é praticamente um consenso, entre as pessoas civilizadas do país, exceção feita ao jornalista de Veja, Reacionaldo Azevedo (num raciocínio distorcido, ele vê as manifestações democráticas contra o pastor como ataques a liberdade de expressão do mesmo) que o pastor, não por ser pastor, mas por pregar contra os direitos civis de homossexuais e outros, é incompatível com o cargo que ocupa. Diga-se de passagem, fora da comissão, ele continuará exercendo sua liberdade de expressão de disseminar a ignorância e o preconceito nos  inúmeros canais de comunicação de que dispõem os pastores evangélicos no Brasil. 

No vídeo abaixo, Bosco fala, com calma e clareza, das razões porque  Feliciano deve cair em breve (o PSC foi convocado a assumir uma posição sobre a saída do pastor até terça que vem). Aula de democracia do jornalista. Ouçam também o famigerado Feliciano dizendo que da comissão ele não sai, ninguém o tira. Veremos! 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Um Outro Olhar © 2015 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum