Eleições 2012: roteiro para o voto LGBT consciente

quinta-feira, 4 de outubro de 2012


Por Míriam Martinho 

Neste domingo, dia 7/10, estaremos votando para prefeito, vice-prefeito e vereadores de nossas cidades, ou justificando nosso direito de não querer votar ou ainda não indo votar e posteriormente pagando uma multa de no máximo R$35,00 (em geral, apenas R$3,51). Continua sendo necessário dirigir-se ao Cartório Eleitoral para pagar a multa e obter a Certidão de Quitação Eleitoral. 

Para os que vão votar, como toda a população brasileira, o segmento LGBT deve seguir o roteiro abaixo para realizar um voto consciente: 


2. Priorizar o voto contra a corrupção, ou seja, checar se os candidatos não têm ficha suja ou pendências de campanhas anteriores (em caso de candidato à reeleição); 

3. Informar-se sobre as propostas dos candidatos para a cidade (e/ou seu currículo, em caso de reeleição); 

4. Informar-se sobre as tendências políticas dos candidatos (ideias gerais sobre democracia, liberdade de expressão, respeito às leis, Estado laico etc.). Lembrando que temos a cifra absurda de 30 partidos registrados no TSE

5. Passar filtro anti-homofobia nos candidatos, não votando em candidatos de partidos que têm agenda contra os direitos homossexuais ou que falem abertamente contra os direitos homossexuais; 

6. Analisar o voto em candidatos abertamente LGBT (ver tabela ao fim do texto), levando em consideração os itens anteriores. Votar em candidato LGBT, mas que tenta eleição por partido claramente militante contra os direitos homossexuais pode ser jogo de soma zero. 

7. Analisar candidato simpatizante, levando em consideração os itens anteriores. 

Detalhes do roteiro 


Pode parecer bobagem, mas não é. A maioria dos brasileiros não sabe o que fazem ou deveriam fazer e, sobretudo, o que não podem fazer esses possíveis futuros parlamentares. Então, resumidamente:

O Prefeito 

Eleito a cada quatro anos, é o chefe do Poder Executivo do município, com funções atribuídas às áreas políticas, executivas e administrativas. 

Suas principais responsabilidades são: 

· Defesa dos interesses públicos municipais; 
· Intermediação política com outras esferas do poder;
· Aprovação, veto e elaboração de projetos de leis que estejam de acordo com a Câmara Municipal e com os interesses da população; 
· Buscar parcerias junto à iniciativa privada; 
· Viabilizar acesso aos bens essenciais como segurança, saúde e educação.

O vereador 

O vereador desempenha como funções típicas as tarefas de legislar e de exercer o controle externo do Poder Executivo. A função legislativa consiste em elaborar, apreciar, alterar ou revogar as leis de interesse para a vida do município. Essas leis podem ter origem na própria Câmara ou resultar de projetos de iniciativa do Prefeito, ou da própria sociedade, através da iniciativa popular.

Tipicamente, o vereador pode propor à Câmara: 

a) emendas à lei orgânica; b) projetos de lei; c) projetos de resolução; d) projetos de decreto legislativo; e) emendas a projetos de lei, de resolução ou de decreto legislativo; f) indicações ao Executivo e aos vereadores; g) elaborar moções, requerimentos, pareceres, recursos.

Atipicamente, pode: 

a) gerenciar o próprio orçamento, patrimônio e pessoal; organizar a composição da Mesa Diretora e o funcionamento das Comissões; 

b) processar e julgar o prefeito por crime de responsabilidade; julgar seus pares, inclusive o Presidente da Câmara, em caso de irregularidades, desvios éticos ou falta de decoro parlamentar. 

Fonte: IMIL

Veja também o vídeo abaixo, do movimento Porto Alegre Como Vamos sobre as atribuições dos vereadores. Naturalmente a explicação vale para todas as cidades brasileiras. Ver também a questão do voto proporcional.



2) Checar a ficha do candidato e em caso de reeleição como se comportou durante o mandato, sua prestação de contas, suas propostas:

Conscientes das funções dos nossos possíveis representantes, devemos checar seu histórico de vida, se tem ficha limpa ou folha corrida. Em caso de quem já é vereador e tenta reeleição, precisamos checar como foi sua passagem pelas câmaras municipais. Como foi sua prestação de contas da última campanha. Este tópico é fundamental. Só nós mesmos, cidadãs e cidadãos brasileiros, podemos pelo menos minimizar os riscos de eleger ou reeleger corruptos para cargos eletivos. Por isso mesmo, também não cabe voto de protesto em figuras bizarras com a desculpa esfarrapada de que tudo é mesmo uma palhaçada então vamos eleger logo um palhaço. Pensando assim, você estará passando uma procuração para um sujeito tornar sua cidade um circo e quem arcará com a conta é você mesma/o.


Estadão: Eleições 2012
Prestação de Contas - Dados sobre quem são os doadores dos candidatos. Acesse as planilhas sobre despesas e recursos de campanha 
TCU (Tribunal de Contas ) - Dá para saber se o candidato teve contas irregulares nos últimos oito anos
Tribunais de Justiça e Tribunais Eleitorais dos Estados - Cada estado possui Tribunal de Justiça e Tribunal Regional Eleitoral (TRE), onde que é possível buscar, por nome, a situação de processos em andamento. Os portais dos TRE possuem mapas dos locais de votação e situação das candidaturas 
Ficha Limpa - Projeto reúne vários dados sobre os candidatos. De fácil consulta. 

Atenção: No caso de São Paulo, para candidatos à reeleição, este roteiro sugere não votar nos vereadores que aprovaram a doação de terreno da cidade para abrigar o Instituto Lula, considerando que este senhor enriqueceu consideravelmente, durante seus mandatos como presidente, e tem plenas condições de arcar com entidades que levem seu nome. Sem falar também na sua possibilidade de arrecadar fundos para tal empreendimento junto à iniciativa privada. O dinheiro dos paulistanos não deveria ser empregado para causas de interesse particular. Vejam aqui o nome dos parlamentares que votaram a favor desse absurdo e o vídeo abaixo que registra o desempenho antidemocrático dos mesmos, em particular o dos vereadores Roberto Tripoli (PV),  Carlos Apolinário (DEM) e Agnaldo Timóteo (PR). Tripoli chegou a sair no braço com cidadãos que foram à Câmara Municipal protestar contra a indecorosa cessão do terreno para Lula.



Contra o Estado Laico 

Neste ponto, já podemos começar a falar da questão específica LGBT nessas eleições, pois há, a grosso modo, duas correntes políticas que tomam os direitos homossexuais como bandeiras. De um lado, conservadores, sobretudo religiosos, como evangélicos e católicos, que fizeram da pregação contra os direitos LGBT uma pauta permanente. Alguns candidatos, como os Bolsonaros (pai e filhos) têm inclusive aumentado sua votação, a cada pleito, batendo pesado contra quaisquer direitos homossexuais, sob o pretexto de que a aprovação de leis de igualdade para este segmento levariam a destruição da família tradicional. O PRB, do atual candidato à prefeitura de São Paulo, Celso Russomano, é um bom exemplo dessa perspectiva, pois o partido é um braço político da Igreja Universal do Reino de Deus, do muitas vezes processado auto-intitulado Bispo Edir Macedo. A chamada bancada evangélica não respeita um dos princípios básicos da democracia que é a separação entre religião e Estado. Não respeita o estado laico.

Contra a Democracia

Do outro lado, temos partidos de esquerda, da esquerda light do PSDB (Partido da Social-Democracia Brasileira) à extrema-esquerda do PCO (Partido da Causa Operária), do PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado), PcdoB (Partido Comunista do Brasil), PCB (Partido Comunista Brasileiro), PSOL (Partido Socialismo e Liberdade!), passando pelos mais moderados PT (Partido dos Trabalhadores), PSB (Partido Socialista Brasileiro), PDT (Partido Democrático Brasileiro), PPS (Partido Popular Socialista). Esses partidos, no geral, fizeram da população LGBT um filão de onde tem extraído votos e apoio às suas ideias, muitos deles possuindo núcleos LGBT integrados às suas estruturas. Parlamentares desses partidos também têm apoiado projetos LGBT em câmaras municipais, Assembleias Legislativas e no Congresso Nacional.

Entretanto, nem tudo que reluz é ouro. Com exceção do PSDB, boa parte desses partidos de esquerda ainda hoje advoga uma ideologia, o socialismo, elaborada no século XIX, testada no século XX, em inúmeros países mundo afora, e que redundou em fracasso social e econômico generalizado, embora sua retórica seja a da justiça social. Nas palavras do poeta Ferreira Gullar, em recente entrevista à revista VEJA, ao ser perguntado se era de direita por constatar que o socialismo fracassou: 

“Eu, de direita? Era só o que faltava. A questão é muito clara. Quando ser de esquerda dava cadeia, ninguém era. Agora que dá prêmio, todo mundo é. Pensar isso a meu respeito não é honesto. Porque o que estou dizendo é que o socialismo acabou, estabeleceu ditaduras, não criou democracia em lugar algum e matou gente em quantidade. Isso tudo é verdade. Não estou inventando.” 

Se acabou, como ainda existem partidos socialistas? Acabou como ideal, como promessa de mundo melhor. Mas muita gente não quis e não quer aceitar essa realidade e continua insistido no erro. Por isso, após o colapso do comunismo (socialismo real), no Leste Europeu e em outros países asiáticos, os partidários remanescentes dessa ideologia na América Latina, reagruparam-se, em 1990, numa espécie de clube de esquerdistas que ficou conhecido como Foro de São Paulo (fundado por Lula, o PT e o ditador Fidel Castro de Cuba). Nos encontros desse organismo, nas últimas décadas, ficaram estabelecidas formas de chegar ao poder agora pela via democrática, por meio de eleições, não mais pela força das armas, e, nele chegando, voltar a tentar implementar a velha ideologia fracassada pelas vias possíveis. Obtiveram sucesso na empreitada, em termos, em vários países da região, como Brasil, Argentina, Venezuela, Bolívia, Equador, entre outros. Embora essa chamada onda vermelha comece a dar sinais de refluxo, ainda permanece hegemônica na região, com grandes prejuízos para as democracias locais (alto grau de corrupção, destabilização da economia, ataques à liberdade de imprensa, de expressão). 

A esquerda e os LGBT: oferecendo migalhas aos pombos em troca de sua alma 

Também é importante lembrar o histórico do relacionamento desses partidos ditos socialistas com a população LGBT. O atual namoro dessas siglas com os direitos homossexuais é muito recente. Até a queda do Muro de Berlim, em 1989, a maioria delas considerava a homossexualidade fruto da decadência burguesa, tendo sido comuns as perseguições, encarceramentos e execuções de homossexuais nos países onde o socialismo se instalou e mesmo por grupos guerrilheiros na América Latina. Segundo o escritor peruano Vargas Llosa:

"Os dois movimentos subversivos que nos anos 80 iniciaram a rebelião armada para instalar o comunismo no Peru, o Sendero Luminoso e o MRTA - Movimento Revolucionário Tupac Amaru - executavam os homossexuais de maneira sistemática nos povoados que controlavam para libertar a sociedade de semelhante praga." (Perseguição aos Gays)

Aqui, no Brasil, durante a ditadura militar, os representantes dessa ideologia, hostilizaram o incipiente movimento homossexual (1978-1983), rotulando-o como divisionista da luta maior (a de classes e contra a ditadura militar), opondo-se inclusive a participação das lésbicas em encontros de mulheres. 

A incorporação da bandeira LGBT, por essa esquerda, da forma como vemos hoje, consagrou-se, sobretudo, na primeira década deste século. Tem-se dado, contudo, mais como cooptação e aparelhamento do movimento LGBT pelos ditos partidos da esquerda (em particular o PT), que passaram a atuar como correias de transmissão desses partidos, do que como um apoio sincero aos reais interesses da população homossexual. Basta ver que o PT, até a pouco monopolizador da agenda homossexual, foi um dos grandes responsáveis pela ascensão dos conservadores religiosos na política nacional (por suas alianças com pastores evangélicos tendo em vista a permanência no poder), conservadores que buscam obstruir todos os projetos de direitos homossexuais. 

Também por seus projetos de poder internacionais, com vistas a derrotar os EUA e as democracias representativas, essa dita esquerda demonstra simpatia por radicais islâmicos, a quem vem auxiliando inclusive economicamente, com a criação de instituições comerciais (bancos, fundos nacionais), em solo latino-americano (como na Venezuela, Bolívia, Equador) com o objetivo de fazer circular o dinheiro iraniano e camuflar as negociatas desses governantes latino-americanos, todos apoiados pela maioria da esquerda brasileira, com o ultra-homofóbico presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, a fim de alavancar seu programa nuclear. 

Em outras palavras, os LGBT, ao apoiar esses partidos, porque agora se dizem defensores da causa homossexual, sem levar em consideração as ideias de cada sigla e suas relações nacionais e internacionais, vêm alimentando indiretamente seus piores inimigos. O exemplo do ocorrido com o PT que recebeu os votos LGBT, inclusive na última eleição presidencial, mas, em função de seus compromissos com os evangélicos, passou a vetar projetos LGBT, a partir do governo Dilma, deveria servir de lição aos ativistas, mas não é o que se tem visto. Continuam fazendo campanha para outros partidos da esquerda autoritária (a bola da vez agora é sobretudo o PSOL), sem muita preocupação com o apito que as siglas tocam. O simples fato de esses partidos apoiarem ditadores e tiranetes na América Latina e alhures deveria ser o suficiente para colocá-los sob suspeição, mas míopes, e sob ataque de forças conservadores que sua própria miopia ajudou a fortalecer, ativistas LGBT preferem investir em apoios de ocasião que podem se desvanecer facilmente caso comecem a atrapalhar os projetos mais amplos desses partidos. 

Fora que a ligação dos direitos homossexuais com partidos socialistas acrescenta, aos preconceitos que os conservadores já têm contra a homossexualidade, a pecha de fazerem parte de um plano “comunista” para destruir a democracia, a família e outras tantas bobagens. Em suma, os brasileiros LGBT precisam criar o hábito de examinar as ideias dos partidos em que costumam votar (inclusive para identificar também as legendas de aluguel), de modo a não dar, no fim das contas tiros no próprio pé, virando meros puxadores de voto de projetos de poder que posteriormente podem lhes ser danosos bem como à sociedade em geral.

4) Passar filtro anti-homofobia nos candidatos, não votando em candidatos de partidos que têm tradição de se posicionar contra os direitos LGBT 

Olho vivo em candidatos das seguintes siglas que têm trajetória no combate aos direitos homossexuais: PHS ( Partido Humanista da Solidariedade ); PP (Partido Progressista); PR (Partido da República); PSDC (Partido da Social Democracia Cristã); PRB (Partido Republicano Brasileiro); PRTB (Partido Renovador Trabalhista); PTdoB (Partido Trabalhista do Brasil); PTC (Partido Trabalhista Cristão). 

Para os demais partidos, partir dos princípios listados acima: ter ficha limpa, respeitar o Estado Laico (separação entre assuntos de religião e de estado), as liberdades individuais, a liberdade de expressão e a democracia representativa. Aqui vale lembrar que muitos orientadores de voto LGBT ou cartilhas LGBT têm estabelecido, como único critério de escolha eleitoral, não se votar em candidatos de partidos que tenham qualquer ligação com parlamentares ou pessoas públicas tidas como homofóbicas. Por esse critério purista, mesmo um candidato, como, por exemplo, José Serra, em São Paulo, que tem vários projetos aprovados em prol da cidadania LGBT, que criou a coordenadoria da diversidade sexual na cidade, não deveria receber o voto LGBT porque, como se faz em qualquer democracia, pediu ou recebeu apoio de religiosos. No entanto, Haddad, com todo o histórico que tem seu partido em prol da ascensão dos evangélicos, seria merecedor do voto LGBT (por que será?). Vale mencionar, nesse sentido, que a campanha de Russomano já entrou inclusive em contato com líderes petistas para acertar apoio ao candidato, caso Haddad não vá para o segundo turno, demanda natural considerando que o PRB é da base governista. No Rio, o candidato Eduardo Paes também tem procurado o eleitorado religioso, em busca da reeleição, mas possui igualmente histórico de apoio a projetos LGBT que não pode deixar de ser levado em consideração.

Na verdade, o critério filho único – não votar em partidos que busquem apoio de religiosos –, proposto pelos autores das cartilhas de orientação de voto LGBT, visa fundamentalmente angariar votos junto à população LGBT a fim de alavancar partidos nanicos de esquerda, como o PSOL, PSTU, PcdoB, PCB, que supostamente não teriam apoios de religiosos, todos partidos imbuídos de ideias nada democráticas no campo geral (vimos no item 3 como esse voto pode ser, a médio prazo, contraproducente e perigoso).

Religiosos fazem parte da sociedade brasileira, e os candidatos de partidos com real possibilidade de se eleger não podem desconsiderá-los como não podem desconsiderar outros grupos de pressão (os próprios LGBT, por exemplo). O importante é saber em que termos esse apoio vem sendo negociado, se dentro de termos democráticos, o que implica respeito ao estado laico, ou se é na base do toma-lá-dá-cá do unidos pela corrupção e por um projeto de poder eterno. 

5) Analisar o voto em candidatos abertamente LGBT (ver tabela abaixo) levando em consideração os itens anteriores.Votar em candidato LGBT, mas que tenta eleição por partido claramente militante contra os direitos homossexuais pode ser jogo de soma zero. 

6)Analisar candidato simpatizante, levando em consideração os itens anteriores.
 Veja a lista.

E bom voto! 

Eleições 2012 - Candidatos(as) LGBT
Estado
Muncípio
Candidato
Partido
Número
LGBT
 
Contato
AL Maceió Dino Alves PSB 40000 Bi  dinoalves.contato@hotmail.com
AL Maceió Dote Elias PSB 40.012 Gay  ( 82) 3375-9257
AL Maceió Elida Miranda PT 13.500 Bi  www.elidamiranda.com.br
 elidamirandapt@gmail.com
AL Maceió Galisteu PRB 10.024 Gay
AL União dos Palmares Sérgio Rogério PT 13.456 Gay http://on.fb.me/PAaZMl
AM Manaus Gerson Neto PRB 10124 Gay  gersonsneto@hotmail.com
AM Rio Preto da Eva Sandrinha PCdoB 65.124 Gay  jsandrinha@gmail.com
AP Macapá André Lopes PCdoB 65.800 Gay  andre.lopeslgbt@gmail.com
BA Barra Fernando Uchoa PT 13.000 Gay  fernando_ffsantos@hotmail.com
BA Casa Nova Juju Sampaio PT 13.724 Gay  (74) 8814-5903
BA Castro Alves Sidinei PHS 31.224 Trav  (75) 8113-5150
BA Coração de Maria Edlene Paim PT 13.456 Lés  lenepaim@yahoo.com.br
BA Dias D'Avila Israila PSDB 45.024 Trans http://
 http://on.fb.me/QIsTNs
BA Ilhéus Thema PV 43.456 Gay  them-ma@hotmail.com
BA Irecê Zelito PV 43.111 Gay  tassinho13@hotmail.com
BA Itabuna José Dantas de Araújo PSL 17.024 Gay danhumanus@yahoo.com.br
BA Itabuna Laura Miranda PT 13.144 Lés samuelbranco2005@hotmail.com
BA Itabuna Aline Ramos PT 13.800 Lés samuelbranco2005@hotmail.com
BA Itabuna Didiu PP 11.124 Gay
BA Itabuna Leo Almeida PSL 17.222 Gay leoalma4@hotmail.com
BA Itapetinga Edy Bahia DEM 25.444 Gay edy.vip@hotmail.com
BA Juazeiro Jorge Malone PT 13.024 Gay maymedrado@hotmail.com
BA Lamarão Géssica Katherine PPS 23.123 Trans (75) 8168-4751
BA Lauro de Freitas Leleco PTdoB 70.024 Gay
BA Lauro de Freitas Jô do DVD PDT 12.044 Lés 8250-2944
8675-5266
BA Presidente Tancredo Neves Carlus Silva PDT 12.012 Gay carluscylwa@hotmail.com
BA Ruy Barbosa Scarllet PRP 44.444 Trav scarllet2012@hotmail.com
BA Salvador Barbie PSOL 50.175 Gay mauricio.valerio35@yahoo.com
BA Salvador Fabety Boca de Motor PSC 20.024 Gay (71) 8772-0467
(71) 9109-6382
(71) 8170-5146
BA Salvador Leo Kret do Brasil PR 22.024 Trans leokret@cms.ba.gos.br
BA Salvador Vida Bruno PT 13.044 Lés vidabrunos@hotmail.com
BA Salvador Oton PRB 10.400 Gay cfsba@hotmail.com
BA Salvador Bruno Santos PSOL 50.650 Gay
BA Salvador Ornella Mutti PSOL 50.050 Trans
BA Salvador Dra. Fabíola Mansur PSB 40.040 Lés mansur.fabiola@gmail.com
BA Salvador Porreta da Mata Escura PSDB 45.024 Trans
BA São Miguel d Matas Dilson Aleixo PSC 20.000 Gay hildevallula@hotmail.com
BA São Sebastião do Passé Well Andrade PSD 55.024 Gay wellaju@yahoo.com.br
BA Simões Filho Rafael Myranda PRTB 28.024 Gay rafaelmg_15@yahoo.com.br
BA Vera Cruz Gil Lima PSB 40.024 Trans gil0503@hotmail.com
BA Vitória da Conquista Rosa dos Santos Santana PP 11.113 Lés ominjar@yahoo.com.br
BA Xique-Xique Deinha -Valdeir Miranda PT 13.111 Gay
CE Fortaleza Mitchelle Meira PT 13.333 Lés mitchellemeirapt@gmail.com
CE Fortaleza Regiane Veras PSB 40.235 Lés
CE Fortaleza Thiago Costa PV 43.113 Gay www.thiago-costa.com
CE Juazeiro do Norte Bixa Muda PRB 10.124 Trav
CE Pacatuba Sillvio Lucio PSDC 27.123 Trans ntfs20@hotmail.com  
CE Russas Luma Andrade PT 13.000 Trav lumabiologa@hotmail.com
ES Cariacica Christovam Mendonça PTC 36.700 Gay christovammendonca@bol.com.br
ES Cariacica Joelma do Retiro Saudoso PRP 44.024 Trans
ES Colatina Duda PT 13.139 Gay dudavancini@hotmail.com
(27) 9987-3896
ES Nova Venécia Moa PR 22.000 Lés
ES Serra Saionara Silva PSB 55.433 Lés saymonport@hotmail.com
ES Serra Catia Lima PP 11.789 Lés catiaanil@hotmail.com
ES Serra Rogério Orsi PT 13.222 Gay rogeriodeyansa@yahoo.com.br
ES Sooretama Wando PHS 31.031 Gay wando.zocatelli@yahoo.com
(27) 9724-2072
ES Vila Pavão Nilteia PRB 10.123 Trans (27) 9987-3896
ES Vila Velha Chica Chiclete PMDB 15.024 Gay chicachiclete@hotmail.com
ES Vitória Antonio Lopes PSB 40.123 Gay alsneto@yahoo.com
GO Anápolis Professor Junior Duran PTdoB 70.024 Gay joaopontesjr@hotmail.com
GO Itumbiara Sarah Urbietta PCdoB 65.007 Trans sarahurbietta@hotmail.com
MA São Domingos do Maranhão Pamela Maranhão PT 13.024 Trav jacksonjls@hotmail.com
(99) 9157-7533
MG Alfenas Sander Simaglio PV 43.900 Gay sander@cmalfenas.mg.gov.br
MG Belo Horizonte Osmar Rezende PV 43024 Gay osmarbht@yahoo.com.br
(31) 9285-8086
MG Belo Horizonte Neusa Melo PPS 23.300 Lés VIDEO: http://www.youtube.com/watch?v=1m2Txm7CSpE&feature=youtu.be
MG Conceição das Alagoas Nany Araújo PSDB 45.634 Trans nanyitaly@hotmail.com
www.facebook.com/#!/nanyitaly
(34) 9219-2601
(34) 3321-3836
MG Contagem Professor Ramon PCdoB 65.050 Gay www.professorramon.com
MG Divinópolis Adan Pitter Nascimento PDT 12.012 Gay adanpitter@gmail.com
www.adanpitter12012.webnode.com
www.facebook.com/AdanPitter12012
MG Ipatinga Carlinhos Lopes PDT 12.000 Gay atendimento-mgs@bol.com.br 
MG Juiz de Fora Michel Brucce PDT 12.222 Gay michel@gviva.com.br
MG Patos de Minas Isaías Martins PV 43.456 Trans isaiasmartins@camarapatos.mg.gov.br
MG São João Del Rey Carlos Bem PT 13800 Gay carllosbem@hotmail.com
MG São Sebastião do Paraíso Adriano Rosa PV 43.024 Gay adrianorosasilva@hotmail.com
MG Uberaba Valdir Santana PTB 14.024 Gay valdirsantanamg@hotmail.com
MG Uberlândia Marcos Martins PCdoB 65.100 Gay mam_andre@yahoo.com.br
MG Uberlândia Odete Afonso PMDB 15.688 Lés odeteafonso@yahoo.com.br
MG Uberlândia Sayonara Nogueira PSB 40.321 Trav
MG Uberlândia Pamela Volp PSDB 45.400 Trav pamelarcardoso@yahoo.com.br
MG Uberlândia Leandro Baronny PRP 44.024 Gay
MG Viçosa Brenda Santunioni PSD 55.050 Trav
MS Campo Grande Cris Stefanny PPS 23.200 Trav
PA Belém Bruna Lorrane PSDB 45.645 Trans bruna_lorrane@live.com
PA Belém Eloy Iglesias PSOL 50.124 Gay
PA Belém Michel Rasta PSOL 50.163 Gay michel.a.jorge@hotmail.com
(91) 8289-1438
PA Belém DJ Gadá PSOL 50.999 Lés
PA Marabá Noé Lima PP 11.024 Gay noelima_11@hotmail.com
PA Tucuruí Professor Nil PPS 23.024 Gay http://on.fb.me/SDAvgq
PB Bayeux Paula DEM 25.444 Lés
PB Cajazeiras Jucinério Félix PTB 14.567 Gay
PB João Pessoa Renan Palmeira PSOL 50 Gay renanpalmeiras@gmail.com
PB Lagoa de Dentro Alcemir Freire PSB 40.123 Gay alcemirfreire@gmail.com
PB Pombal Buba Paixão PSB 40.555 Trans
PE Jaboatão dos Guararapes Betânia da ACD PCdoB 65.122 Lés
PE Paulista Silvio Moura PCdoB 65.999 Gay
PE Recife Íris de Fátima PT 13.510 Lés
PI Teresina Tatila Freitas PP 11.258 Trans
PI Teresina Samantha Brasil DEM 25.124 Trans
PR Curitiba Marcio Marins PSB 40.456 Gay marciomarins40@gmail.com
PR Curitiba Juliana Souza PT 13.024 Bi http://on.fb.me/SDAqcz
(41) 9610-0393
PR Curitiba Xênia Mello PSOL 50.069 Bi maleducada@gmail.com
(41) 9662-5115
PR Maringá Luiz Modesto PCdoB 65.500 Gay modestomodesto@ig.com.br
www.luizmodesto.com.br
PR Ponta Grossa Debora Lee PCdoB 65.333 Lés deboralee_06@yahoo.com.br
RJ Duque de Caxias Sharlene Rosa PT 13.000 Trav
RJ Niterói Jacqueline Nicole Negrete Blass PSOL 50.035 Lés www.facebook.com/nicole.blass.1
nicoleblass@gmail.com
RJ Rio de Janeiro Eliseu Neto PPS 23.000 Gay Facebook   Youtube (21) 81040600 eliseuneto23000@gmail.com  
RJ Rio de Janeiro Janaina Sant Anna PV 43.044 Lés Janaina Sant Anna
RJ São Gonçalo Claudio Pacatuba PSOL 50.777 Gay viannapacatubas@hotmail.com
RJ São Gonçalo Prof. Marco José Duarte PSOL 50.050 Gay
RN Natal Edilson Pereira PSB 40.123 Gay
RN Natal Leo Lobato PT 13.024 Gay leocrazyrn@hotmail.com
RN Natal Sargento Regina PDT 12.192 Lés sargentoregina@hotmail.com
RO Porto Velho Sandi PMDB 15.222 Gay adriano_soareslima@hotmail.com
RR Boa Vista Sandra dos Santos PTB 14.100 Trans sandrynha72003@yahoo.com.br
RS Cachoeira do Sul Itamar Luz PV 43.777 Gay
RS Cruz Alta Everlei Martins PSB 40.040 Gay everleimartins@hotmail.com
(55) 9145-0698
RS Cruz Alta Kátia Ross PP 11.124 Trav
RS Gravataí Mãe Cris PT 13.054 Trav maecris.com.br
RS Lajeado Malu Bismarque PV 43.024 Trans
RS Pelotas Maicon Nachtigal PSB 40.010 Gay redemaicon@gmail.com
RS Porto Alegre Diego Nickel PSB 40.967 Gay diegonickel@terra.com.br
RS Porto Alegre Glória Crystal PMDB 15.024 Trans
RS Porto Alegre Silvana Conti PCdoB 65.665 Lés
RS Santa Maria Marquita Quevedo PMDB 15.011 Trav marquita_sma@hotmail.com
RS São Borja Bia Ifran PT 13.024 Trav biaifranpt@hotmail.com
RS São Leopoldo Lolita Bom Boom PT 13.024 Trav
SC Balneário Camboriú Mauricio dos Santos PCdoB 65.123 Gay www.mauricio65123.com.br
(47) 9989-2701
SC Florianópolis Tiago Silva PDT 12.555 Gay
SC Florianópolis Albertina Rosso PCdoB 65.100 Bi
SC Florianópolis Professora Marli PCdoB 65.000 Lés
SC São José Paulo Roberto Cardoso de Andrade PSD 55.224 Trans paulinho.pc.sc@gmail.com
prca@pc.sc.gov.br
(48) 8404-9113
SE Aracajú Rosa Reis DEM 25.999 Lés
SE Aracajú Andrey PCdoB 65.111 Gay
SE Lagarto Bizan Velô PPS Gay
SP Barueri Roseli Ferreira PRP 44.013 Lés http://www.bedetatoo.com.br
SP Barueri Ricardo Santos PR 22.022 Gay
SP Bauru Makinho da Diversidade PMDB 15.555 Gay markinho@labirinthus.com.br
SP Cajamar Professora Gabi PDT 12.122 Trans http://on.fb.me/QItA9p
SP Campinas Lohren Beauty PCdoB 65.050 Drag lohren.beauty@yahoo.com.br
(19) 9341-3764
SP Campinas Paulo Mariante PT 13.133 Gay paulomariante@uol.com.br
Fone (19) 9339-4111
SP Campinas Professor Carlinhos PSTU 16.123 Gay carloshenriquecaetano@gmail.com
SP Guarulhos Genivaldo Espindola Mel PT 13.124 Gay melespindola@yahoo.com.br
(11) 6724-0970
(11) 2496-4331
SP Jacareí Luiz André Moresi PCdoB 65.065 Gay luizandre.moresi@hotmail.com
VIDEO: http://youtu.be/6Pb0L4W_ohs
SP Jandira Briggitte Andrade PRTB 28.500 Trans Brigithy Andrade
SP Limeira Laércio Baraldi PSB 40.024 Gay cad.limeira@yahoo.com.br
SP Mogi das Cruzes Alexandre Herculano PSOL 50.100 Gay aherculano@bol.com.br
SP Mogi das Cruzes Alexandra do Lata Velha PRB 10.100 Trans prbmogi@bol.com.br/
SP Mogi das Cruzes Heraldo Duarte PCB 21.333 Gay www.facebook.com/heraldo.duarte.9
SP Paulínia Flávia Dias PDT 12.123 Trans flard@bol.com.br
SP Piracicaba Anselmo Figueiredo PT 13.003 Gay 13003anselmofigueiredo@gmail.com
SP Poá Henrique Nicodemo PSOL 50.555 Bi www.facebook.com/nicodemopsol
SP Santo André Marcelo Gil PTdoB 70.356 Gay www.marcelogilsantoandre.com
SP São Carlos Danilo Florido PSOL 50.777 Gay daniloflorido
SP São Paulo Bill da Pizza PSOL 50.000 Gay www.facebook.com/billpizza
(11) 99300-5074
SP São Paulo Frederico Sosnowski PSOL 50.850 Gay http://www.youtube.com/watch?v=io8n03O72rU
fredrski@gmail.com
SP São Paulo Mário Grego PSOL 50.664 Gay
SP São Paulo Silvetty Montilla PSOL 50.077 Gay
SP São Paulo Marcos Fernandes PSDB 45.452 Gay marcosfernandes45452@uol.com.br
SP São Paulo Marcos Freire PT 13.124 Gay
SP São Paulo Paula Beatriz PSOL 50.031 Trans paulabeatriz@professor.sp.gov.br
SP São Paulo Maria Fuentes PTB 14.555 Lés mariafuentesptb@gmail.com
(11) 7765-4341
SP São Paulo Serginho BBB PSD 55.025 Gay
SP São Paulo Bruna Babalu PSOL 50.830 Trav
TO Araguaína Iara do Bombom PRTB 28.123 Lés (63) 9209-0430
TO Palmas Ana Lage PDT 12.444 Lés analage2@hotmail.com
(63) 8424-8497
TO Palmas Jhony da Boate PTN 19.024 Gay (63) 8425-7185
TO Porto Alegre do Tocantins Mega PMDB 15.333 Trans (63) 9218-8259
TO Porto Nacional Clessio PTN 19.111 Gay (63) 8481-6975

Fonte: ABGLT

2 comentários:

  1. Não está fácil votar entre os carolas e os vermelhos. Talvez eu anule meu voto. Não indica ninguém para vereador? Queria uma dica. Sou de SP. bjk

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Um Outro Olhar © 2015 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum