Cláudia Jimenez sofre  de homofobia internalizada?

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

A atriz Cláudia Jimenez, de 52 anos, em entrevista a Folha de São Paulo, em 13/03/10, afirmou que se relacionava com mulheres porque era muito gorda e não se achava com cacife para seduzir um homem. Igualmente afirmou que sua veia comediante surgiu como forma de defesa contra o sentimento de rejeição. Tirando uma de tudo procurava mostrar que não ligava se alguém a chamasse de feia, embora ligasse. Transcrevo sua fala abaixo:

"Não tinha sensualidade, era muito mais gorda do que sou hoje. Não tinha forma nem vaidade. Achava que não tinha cacife para seduzir um homem. Como tinha de ser amada, me joguei nas mulheres", diz.

"Com o humor, foi a mesma coisa: me servia de escudo, de instrumento de defesa. 'Olha como sou 'fodona', como nem ligo se alguém me chamar de feia!' Mentira!" 

A patrulha ideológica do politicamente correto já saiu crucificando a artista, reduzindo uma questão complexa ao mínimo denominador comum da homofobia internalizada e generalizando que ela deu a entender que lésbicas são lésbicas porque não conseguem atrair os homens. Algumas chegaram a afirmar que hoje Jimenez sai com homens jovens porque os banca.

Podemos dizer que Cláudia deve ter tido uma vida miserável já que suas escolhas, em dois departamentos fundamentais da vida, como o amor e o trabalho, foram determinados por sentimentos de rejeição, mas não podemos nos colocar no lugar dela e afirmar que suas declarações sejam fruto de mera homofobia internalizada. De repente, ela descobriu que preferia homens assim como muitas mulheres – como a gente sabe muito bem - passam a vida com homens e, subitamente, tomam coragem para viver com mulheres, seus verdadeiros objetos de desejo. 

Sobretudo, Cláudia falou de sua experiência pessoal e não em nome das lésbicas. Acho que seria mais proveitoso refletir sobre a questão da obesidade no meio lésbico que é por demais condescendente em relação à falta de cuidado de muitas com a boa forma. Agora, além dos aspectos estético e de saúde relacionados à obesidade, vale a pena se perguntar se a gordinha não está com você porque não se acha em condições de arrumar um homem. Chato, né?

Publicada originalmente, no site Um Outro Olhar, em 17 de março de 2010

2 comentários:

  1. Concordo c vc, ficou meio estranho oq ela disse, mas nem por isso, deve ser condenada. Ela parece ainda não ter percebido o real valor do cuidado e amor para com o ser humano, não importanto o sexo.

    ResponderExcluir
  2. Regina Cardoso da Silva7 de agosto de 2012 14:39

    Acredito que a mesma não tem coragem de assumir a sua sexualidade. e quanto as gordinhas elas precisam mesmo melhorar sua forma fisicas pois o que vejo em nosso meio é muita mulher gora, e não é necessário viver dessa maneira para mostrar que é lésbica.. uma boa aparencia no fisico e vestuário émuito melhor do que as bonachonas. Eu gosto de mulher bem vestido com um visual no alto astral., e só de olhar vc, percebe se é lesbida ou não. bjos Re

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Um Outro Olhar © 2015 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum