Fotografando com Orgulho de Ser

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Carol Folhasi
A entrevista abaixo foi concedida ao Um Outro Olhar em março de 2009, quando do lançamento do site de Carol DUAS FOTOS e de seu projeto Orgulho de Ser com fotos lésbicas. 

Fotografando com Orgulho de Ser

UOO. Alguns dados pessoais: sua idade, onde nasceu, onde mora, sua orientação sexual, seu "estado civil."
Carol Folhasi (CF): Tenho 24 anos, nasci em São Bernardo do Campo e moro em São Caetano do Sul, no ABC Paulista, mas estou sempre pelas mediações da Paulista. Sou lésbica e estou solteira.

UOO. Fale agora um pouco sobre sua formação como fotógrafa, o que a levou a essa atividade, onde estudou.
CF: Percebi que realmente gostava de fotografia quando fiz Técnico em Publicidade porque, até então, estava em dúvida entre foto e psicologia. Resolvi fazer o Bacharelado em Fotografia no Senac e não me vejo fazendo outra coisa. Foi lá que iniciei os trabalhos pessoais com temáticas gays, tendo o "Orgulho de Ser" como meu trabalho de conclusão de curso que me trouxe muita satisfação.  

UOO. Há quanto tempo atua profissionalmente e onde já trabalhou?
CF: Atuo profissionalmente há pouco mais de 6 anos, mas antes já fotografava por hobby. E já trabalhei em revistas de Noivas e Debutantes, depois disso fiz assistência no Senac, ajudando em aulas, laboratório e estúdios. E, já formada, organizei, tratei e administrei do acervo fotográfico analógico e digital do fotógrafo de natureza Araquém Alcântara por quase um ano, quando fui chamada pra dar aulas de tratamento de imagens numa escola de fotografia. E agora também tenho o Duas Fotos com a Tatiana.

Tatiana e Carol

UOO. Você lançou agora o site Duas Fotos, nome também do projeto que tem com uma amiga. Fale um pouco do projeto e de sua parceira de atividades.
CF: Conheci a Tatiana no primeiro dia de aula na faculdade e desde então nunca nos separamos. Nos tornamos amigas pra vida acadêmica e profissional logo de cara, sempre nos divertindo muito. Foi ai que surgiu o Duas Fotos com a intenção de captar de maneira sensível e divertida todos aqueles momentos que são importantes pras pessoas que nos contratam. Fotografamos casamentos com muito prazer e alegria, fazemos parte da festa sem interferir nela, e os noivos e convidados adoram. 

UOO. Você realizou uma exibição de fotos chamada Orgulho de Ser sobre o amor entre garotas. Quando você iniciou o projeto? Qual o objetivo?
CF: Iniciei o projeto em 2005 e o ampliei em 2006, quando foi tema do meu TCC na faculdade. O objetivo do projeto é mostrar o amor lésbico de maneira delicada, amorosa, sem a imagem de vulgaridade ou de simples desejo dos homens de ver duas mulheres juntas, como acontece na maioria das vezes.  

UOO. Onde você já expôs as fotos do Orgulho de Ser e qual foi a receptividade do público.
CF: Participei de uma exposição coletiva na Galeria Olido em São Paulo e, na Festa Lésbica Tetê-à-Tête, tive uma exposição individual. Também já publiquei no Jornal "A Tarde" de Salvador, numa matéria sobre o dia dos namorados e na revista Venice, sobre coisas boas da vida, além de divulgação em vários outros lugares, inclusive aqui no Um Outro Olhar. A aceitação sempre foi boa, com a admiração das pessoas por verem casais de garotas registrados de maneira leve e sem exageros. Muitas vezes as pessoas demoravam a reparar que eram duas garotas, depois ficavam surpresas com a naturalidade da cena.

Orgulho de Ser

UOO.
 As garotas fotografadas são de fato casos ou amigas que posaram para as fotos?
CF:Todas as garotas formavam casais que namoravam há pelo menos um ano, alguns continuam juntos, outros infelizmente já se separaram. Dos oito casais que fotografei, apenas dois eu não conhecia as meninas, mas um desses casais se tornou uma grande amizade. Cheguei a fazer divulgação do projeto na parada gay de 2006 com folhetos, mas não tive retorno.

UOO. As modelos do Orgulho de Ser são todas bem jovens. Você enfocou essa faixa geracional por ser o seu próprio entorno ou por alguma outra razão específica?
CF: Eu procurei abranger o máximo de idades possíveis, a idéia era ter mulheres mais velhas, mas só consegui garotas entre 18 e 32 anos. Havia alguns casais com mais de 40 anos, mas não consegui fotografar por falta de tempo para entrega do projeto na época e por resistência das mulheres mais velhas em se expor dessa maneira. As garotas mais novas topam com mais facilidade e acabam gostando muito do resultado, tem até casal que já fotografei mais que uma vez.

UOO. Foi difícil encontrar modelos para posar para as fotos por causa do preconceito? Algumas fotos são meio implícitas, não?
CF: Foi um pouco difícil, pois muitas não são assumidas totalmente, mas as que posaram foram todas especialmente generosas comigo. Sempre realizei as fotos onde pudesse deixá-las mais à vontade, então acabava sendo na casa delas, justamente pra captar o clima e o ambiente em que cada casal vivia na maior parte do tempo. Mesmo assim no começo rolava uma timidez da parte delas, sem saber direito o que fazer, mas depois acabavam se soltando, afinal eu só pedia pra elas namorarem um pouco...rs....

UOO. Você pretende fazer outros álbuns de fotos de amor entre mullheres ou retomar ou ampliar o Orgulho de Ser?
CF: Continuo fotografando para esse projeto, fiz mais três casais depois dos cinco iniciais e pretendo continuar fotografando, basta haver casais querendo posar e eu fotografo. O grande sonho é fazer um livro com fotos de casais, em escala maior, por uma editora, mas ainda não tive meios e contatos pra isso.

Orgulho de Ser

UOO. Você também fotografou a Parada de 2008. Já fotografou outros eventos do gênero e/ou pretende ter esse tema como um projeto especial?
CF: Sempre fotografei temas gays, desde a Parada, até palestras e inclusive festas só pra meninas, mas o projeto de grande força pra mim é mesmo o Orgulho de Ser.

UOO. Por fim, deixe uma mensagem para as leitoras e leitores do site, Carol.
CF: Acho importante mostrar os casais de maneira natural como nas minhas fotos por saber que não devemos nos esconder da sociedade. Por isso acho o Orgulho de Ser importante, por não esconder ninguém e ao mesmo tempo não escancarar, não apelar. Muitos casais se escondem com medo da sociedade, mas se todos perceberem que o amor existe em qualquer maneira de se expressar e que é verdadeiro, não haverá rejeição a isso. Vale dizer também que no dia da apresentação do trabalho na faculdade eu usava a camiseta do Um Outro Olhar, pela causa, pela frase que tem tudo a ver com o trabalho e minha profissão e pelo site ter sido importante fonte de pesquisa pro meu trabalho. Muito obrigada e um grande beijo à todos!!

Carol Folhasi
Fotografia e Tratamento de Imagens - 11 9358-6585

Casais que quiserem ser fotografados para o Orgulho de Ser ou quiserem suas cerimônias registradas, sem preconceitos, entrem em contato com a Carol pelos endereços acima.
Originalmente publicada, no site Um Outro Olhar, em São Paulo, 11 de março de 2009

8 comentários:

  1. Aeee, Carolzita! Mandou bem! Adoro as fotos do "Orgulho de ser"! Espero um dia ser fotografada também! Beijos

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela entrevista Carol! Acompanhei vários projetos de perto, inclusive o Orgulho de Ser, e é incrível como vc é sensível em captar a emoção em todos os trabalhos que realiza! Parabéns ; )!

    ResponderExcluir
  3. Adriana Lombardi R.28 de janeiro de 2012 21:04

    Conheci vocês em um casamento, muito bonito o casamento por sinal, observei todos os flashs das fotos, depois entrei no Flickir, e cada vez mais, fiquei interessada no trabalho fotográfico, na doçura do olhar, em cada projeto. Só tenho a dizer, nada mais lindo que o amor singelo, sublime, que pode ser visto através de uma foto, não é necessário mais que isso, parabéns, sempre!

    ResponderExcluir
  4. Ola carol,mandou muito bem suas fotos são show, e mostra todo um universo de amor diferente do que estamos acostumados a ver em outras foto . adorei,beijos e boa sorte na caminhada.

    ResponderExcluir
  5. Parabens Carol, além de gostar bastante das fotos que vi aqui na entrevista, as idéias de base da sua proposta estética é muito importante para desmistificar o amor e as relações entre iguais. Força em tudo. Evoé!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelo trabalho, as fotos estão super reais e muito, muito lindas...adoro fotos de detalhes e gostei muito do teu trabalho!!!

    ResponderExcluir
  7. Excelente!!! gostei da atitude ,determinação da Carol, parabéns pelo seu belo trabalho! que vc tenha sempre esse sucesso.

    ResponderExcluir
  8. Parabéns Carol, pude acompanhar esse crescimento profissional, onde a cada momento a superação era a resposta dada ao desafio. Em especial, o Orgulho de Ser, que consagrou a grande profissional que você é, por ir além, do que esperamos numa fotografia. Fico feliz por estar perto neste crescimento. E nós, agradecemos, por profissionais tão boas estarem prontas para registrarem os grandes momentos das nossas vidas! Sorte sempre! Beijos!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Um Outro Olhar © 2015 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum