Criado projeto de visibilidade de gays e lésbicas no futebol brasileiro

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Foto: O Mineirão presta homenagem ao dia do Orgulho LGBT. Crédito: Divulgação/Mineirão

Projeto reúne depoimentos de torcedores LGBT sobre a paixão pelo clube e pelo futebol

O futebol é uma paixão nacional. Qualquer pessoa, independentemente de religião, orientação sexual ou gênero, pode gostar e frequentar estádios sem se sentir oprimida. Foi justamente por isso que o jornalista William de Lucca, 32, resolveu denunciar em suas redes sociais os gritos de “bicha” de palmeirenses destinados ao time do São Paulo.

Reprodução/Logo do projeto criado por William de Lucca
para dar representatividade a torcedores arco-íris.
Ativista de causas LGBT há anos, ele chamou atenção ao denunciar os cantos e gritos que envolvem ofensas à sexualidade dentro do próprio estádio. A repercussão foi grande. Na postagem os comentários em apoio e os que propagam ódio e ameaças se misturam. Em entrevista exclusiva ao Torcedores.com, ele dá detalhes sobre o acontecimento.
Disseram que eu não poderia mais frequentar o estádio e me ameaçaram de agressão e até de morte”, conta William.
A partir do apoio e identificação de outros torcedores LGBT, ele criou o projeto ‘Eu sou, eu torço’, que divulga depoimentos sobre o amor ao clube e ao futebol.
Muita gente me mandou mensagem compartilhando suas histórias e eu achei que era legal ter uma plataforma para abrigar esses relatos”, afirma. “A ideia é dar visibilidade para gays e lésbicas no futebol, para que as pessoas saibam que eles existem e que precisam ser respeitados, já que nós só temos respeito quando não tocamos no assunto, quando fingimos que não existimos”, reflete.
O é um projeto de apaixonados por futebol que sentem orgulho de times e de suas orientações sexuais/identidades de gênero.

É um projeto para visibilizar os torcedores LGBT+ em ambientes de futebol e lutar contra a homofobia tradicional destes espaços! ❤️⚽️🌈

Hospedado na plataforma Medium, a conta do projeto já tem oito relatos publicados. O único responsável pelas postagens, por enquanto, é William, mas toda colaboração é bem-vinda.

Quem quiser enviar um depoimento deve escrever para o e-mail eusoueutorço@gmail.com, com um texto em primeira pessoa, falando sobre seu amor pelo clube ou contando alguma história que tenha marcado essa relação. É preciso informar nome, idade, onde mora, profissão, identidade de gênero e orientação sexual, além de mandar fotos com a camisa do clube de coração”, explica.
Fonte: Torcedores, 03/04/2018

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Um Outro Olhar © 2015 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum